10 de jul de 2012

É MUITO IMPORTANTE VOCÊ SABER!!!!!!!



Porque o corpo é espelho da alma !
Oi , como vcs estão ?
Eu estou aqui pra contar que a minha fase depressiva passou !!!
Estou me sentindo melhor e mais animada







O ESPELHO EXERCITA O AUTO CONHECIMENTO. 


O desafio tem exatamente o seu tamanho e, para vencê-lo, só tem um jeito: encarar de frente. Esta é a proposta de um modelo simples de terapia: O hábito diário de se olhar no espelho. Mas a gente não está falando daquela ajeitadinha rápida no cabelo ou do retoque rápido no batom enquanto o trânsito não anda ou quando esta arrumada para uma festa ou sai do cabeleireiro. A ideia é sentar-se confortavelmente e passar um tempo a sós com você mesmo, analisando as suas qualidades e refletindo sobre tudo aquilo que você gostaria de transformar , especializada em “Aparencia Terapeutica” Renata Cardoso é autora da pesquisa “A melhor solução pós Quimioterapia” Publicada na Revista brasileira de cancerologia . Ministério da saúde Instituto Nacional de câncer (INCA) Coordenação de Programas de Controle de Câncer (PRO-ONCO) Rio de Janeiro . Edição 39(4) 1993 Fls. /227ª231.
Conheci o ser humano desnudo de sofrimento e arrogância, o feio e o bonito o bem e o mal, o pecado e a virtude, o certo e o errado; julguei e fui julgada; passei pelo nascimento e pela morte, pela alegria e pelo sofrimento, pelo céu e pelo inferno; e no final eu reconheci que estou em tudo e que tudo vive em mim.Renata Cardoso
A pesquisa realizada ao longo dos anos coordenado por Renata Cardoso em conjunto com médicos, assistentes sociais e psicólogos permitiu desenvolver em Bauru SP. , um trabalho de reabilitação física e psíquica de pacientes , utilizando técnicas de reposição capilar e maquiagem. A atuação voluntaria e o atendimento (filantrópico ou privado)a mais de 5.000 pacientes provenientes de 700 municípios e oriundos de vários hospitais, especialmente o Hospital” Amaral Carvalho” de Jau- SP mostrou-se que a revilitalização da aparência das pessoas pode ser decisiva para a manutenção da sua auto –estima e de uma convivência social agradável, conforme provou na pesquisa e que é amplamente sabido pelos que labutam na área de oncologia. A colocação de uma prótese capilar em um paciente que se submeteu á quimioterapia e radioterapia craniana, ou que ainda se encontra abalado com a  doença deve seguir critérios bem estabelecidos. Uma avaliação psicológica deverá identificar as Necessidades e expectativas da pessoa e ai sim a terapeuta deverá determinar, juntamente com o paciente qual a aparência que mais combina com a autoimagem e o desejo dele. Busca-se manter a aparência que o mesmo tinha antes de adoecer- daí a importância do trabalho de espelho que Renata Cardoso realiza, e aborda a assistência Estética facial e corporal com orientação psicológica. encontra-se bem documentada e demonstrado resultados positivos, Além das terapias alternativas e técnicas de evolução estimula as mulheres e homens a ampliar seus cuidados. Incentiva-se que elas intensifiquem ou voltem a ter cuidados com sua imagem e para as mulheres que voltem a utilizarem a maquiagem como forma de realçar a “velha “ imagem e voltem a gostar de si mesmas e de viver.. Baseando em sua experiência com a “Aparência Terapêutica” de pessoas acometidas por desanimo perda de incentivo e até depressão ). a profissional usa em suas terapias de auto conhecimento métodos que garante ao seu paciente entendimentos psicológicos para evitar doenças ou até cura-las.



                                                                  (Grifos meus)


Sempre aprendo bastante nas situações que me acontecem quando procuro o conteúdo das projeções nos episódios que se passam em minha vida. Desta mesma forma procuro auxiliar os meus pacientes nos conteúdos emocionais que eles trazem. Você já deve ter ouvido falar em projeção. Sabe o que ela significa e como acontecem?
Na verdade, a projeção é algo que temos em nós, seja uma característica, um ponto fraco ou uma qualidade do nosso temperamento, que fica latente. Por não assumi-lo como nosso, torna-se muito exagerado no exato momento em que encontramos pessoas que nos apresentem externamente características iguais àquelas que introjetamos. Aí surgem alguns comentários em que fica evidente o conteúdo das projeções, material que não foi trabalhado internamente.

Vejamos alguns deles:

1- Detesto o jeito que ela fala, tão simplista.

2- Olha que pessoa miserável, isso me irrita!

3- O que eu não suporto é a mentira…

4- Ai que pessoa arrogante: quer tudo do seu jeito!

Quando nos deparemos com este material diante do outro, por vezes isso incomoda. Existem muitos motivos para ignorar em nosso íntimo o conteúdo destas projeções, mas quais seriam eles?
Imagine o orgulho em aceitar, por exemplo, a nossa arrogância, o nosso mimo. Será que você os aceitaria? Imagine também que crescemos num meio onde a autoestima é criticada, simplesmente porque uma pessoa que admite ter qualquer talento é tachada de agressiva, pretensiosa, soberba. Por um lado, se admitimos um ponto fraco, como o mimo e o orgulho, temos vergonha, nos sentimos constrangidos .Por outro lado, se admitirmos uma qualidade que sabemos que realmente temos, somos tachados de egoístas e esnobes. Estes já são bons motivos para justificar “esconder” o material em forma de recalque, o que poderá ser conteúdo de futuras projeções se não for reorganizado e reeducado a tempo.Atualmente, estudando em minhas observações, me convenci de que a vida tem meios de nos ensinar através de lições bem simples. Uma delas é a “Terapia do Espelho”, que é bem interessante e rápida. Quando a vida quer que você aprenda a utilizar seu lado simplista, despachado, descomplicado, que você teme em não fazer para mostrar que é “sério”, “responsável”, ela coloca em sua frente pessoas que utilizam a simplicidade verbal funcional, o que certamente o irritará, como citado na frase “1-“ acima. Assim como citamos na frase “2-“, quando você tem a visão curta das situações e não consegue achar outra saída para suas questões pessoais, profissionais, afetivas, a vida lhe coloca pessoas limitadas, miseráveis e sem prosperidade na vida, o que também lhe tocará negativamente. Da mesma forma, você pode detestar mentira, mas também mente, é claro! Sim, se não mente para os outros, mente para si mesmo, mente que não é bom o suficiente, que nada dá certo pra você, que é infeliz, etc… Por isso existe quem não suporte a mentira alheia, como na frase “3-“. Na frase “4-“, onde dou exemplo daquela pessoa que não percebe como gosta de controlar ao ambiente e, por isso acaba encontrando pessoas semelhantes, que “merecem-se” mutuamente: os controladores.Este texto pode transformar seu processo de autoeducação interior. Veja, perceba como todas as pessoas com as quais você se encontra diariamente têm a ver com você, com sua maneira de ser. A vida não desiste de mostrar seus pontos fracos, que precisam urgentemente ser trabalhados, e como você está se esquivando da sua maneira natural de ser.Existe também a projeção das boas virtudes, sim, as projeções que te fazem encontrar com pessoas alegres, bem humoradas, charmosas, de fácil comunicação. Quem de nós não se viu conversando com pessoas que mal conhecíamos, encantados com sua maneira de ser e agir? Estas projeções fazem com que, de repente, nos apaixonemos por pessoas com as mesmas qualidades positivas. O problema é que quando isso acontece projetivamente, causa dependência da pessoa, do objeto, da situação, enfim, ficarmos fixados apenas nas virtudes que o outro apresentou. Por exemplo, ignoramos nossa sensualidade, nossa inteligência, nosso lado brincalhão e divertido, nosso lado comunicativo e nos apaixonamos por essas características nas pessoas. Como sabemos, a vida é passageira, assim como tudo o que nela há, um dia acaba a paixão dos relacionamentos em que as pessoas projetavam-se umas nas outras. As pessoas que ficaram fixadas na projeção do outro, levam muito tempo até que consigam libertar-se psicoenergéticamente e nesses casos não conseguem entrar em outra relação até que isso aconteça (não é raro que alguém fique fixado no outro por toda sua vida e não consiga iniciar um novo relacionamento.

 A seguir, ensinarei como usar o método a favor do autoconhecimento e mostro tudo o que você ganha em cultivar a prática do questionamento constante. O mundo ao seu redor é um reflexo, um espelho que mostra quem você é.

O que você acha de bom nos outros, está também em você.
Os defeitos que você encontra nos outros são os seus defeitos também.
 Afinal, para reconhecer algo, você tem que conhecê-lo.
As potencialidade que você vê nos outros, são possíveis também para você.
 A beleza que você vê ao seu redor, é a sua beleza.
O que você vê nos outros lhe mostra você mesmo.
Veja o melhor nos outros, e você será uma pessoa melhor.
Doe aos outros e estará doando a si mesmo.
Aprecie a beleza, e você será belo.
Admire a criatividade, e você será criativo.
Ame, e você será amado.
Procure compreender, e será compreendido.
Ouça, e sua voz será ouvida.
Ensine, e você aprenderá.
Mostre ao espelho sua melhor face, e você ficará feliz com o que ele vai lhe mostrar.

                                                          Questionário!!!!!!!


Pergunte: QUEM SOU EU????

Duvide que esta que você esta vendo não é você mesma.
Divida sua vida em alguns aspectos.A terapeuta sugere pensar em assuntos profissionais; temas familiares; relacionamentos; lazer e saúde. Reflita sobre o que você deseja em cada um desses campos e pergunte-se: o que posso fazer para realizar meus sonhos? Estou no caminho certo para chegar lá? Só de formular essas dúvidas, você já consegue perceber o quanto está ou não alinhada aos próprios objetivos. Muitas vezes, o dia-a-dia vai consumindo nosso tempo e, quando notamos, estamos seguindo uma trilha que não tem nada a ver com nossas aspirações .


Olhe nos olhos: o espelho não está na sua frente à toa.. Use o silêncio para entrar em contato com suas fraquezas e potencialidades, analisando o quanto elas andam se perdendo nas obrigações cotidianas. Não tire conclusões precipitadas se estiver muito diferente do habitual. Sua terapeuta sabe o que esta fazendo pode questiona La.


Aceite-se como um todo: no começo, é normal focar sua atenção no excesso de maquiagem cabelo arrumado como algo que não tem a muito se cuidado com certeza depois deste choque começara a fazer até algumas considerações (barriguinha saliente). Mas, com tempo, condicione o pensamento e aprenda a olhar o todo, e não as partes e os defeitos. Depois de assumir que aquela imagem completa representa você, sua autoestima vai decolar. Isso porque fica mais fácil perceber que os problemas são apenas pequenos grãos, perdidos em tantas outras qualidades.Vá além da aparência: cuidado com a autocrítica exagerada. Insatisfações emocionais e estéticas acompanham a gente durante toda a vida. Não é o caso de se conformar com elas, mas sim de fazer as pazes consigo e erguer a cabeça, consciente de que está se esforçando para mudar tudo aquilo que incomoda e você não percebia.


Equilibre os sentimentos: chore se sentir vontade. E caia na gargalhada em seguida, caso isso seja mais forte do que você. Não tenha vergonha de si mesmo e nem das suas emoções. Aproveite para perceber por que elas surgem, o que significam e dê vazão. O espelho está ali, imóvel e à sua disposição, lembrando que tudo aquilo faz parte de uma pessoa: você. Entender é o primeiro passo para modificar.

Vasculhe a alma: trabalhe um olhar reflexivo de si mesmo, começando no espelho e tentando expandi-lo para todos os momentos da sua vida. Pense nos seus desejos, nas suas vontades e relacione tudo isso com as suas atitudes. O quanto os seus hábitos traduzem os seus pensamentos, de fato? Se alguém listasse as suas últimas decisões, você conseguiria se reconhecer nelas?


Sintonia: fazer boas perguntas diante do espelho é essencial, porque são elas que vão encaminhar suas atitudes dali para frente. Mas você precisa entrar em sintonia com as respostas que essas perguntas produzem. Descobrir que um relacionamento não traz aquilo que você deseja, mas insistir nele por medo de ficar só, só vai produzir ainda mais angústias. Então, mais do que se olhar no espelho, considere as verdades que você passa a enxergar.


Treine: o método é simples. Mas, seguido corretamente, pode provocar a exaustão (tanto emocional quanto intelectual). No começo, a terapeuta recomenda que você faça este exercício durante a terapia individualmente. Depois continue em casa você mesma sozinha crie um apcto com esta terapia ela se faz necessária para seu auto controle .Notando que lhe falta vontade e perca de estimulo sozinha sem a terapeuta por perto, entretanto que a desgaste excessivo, reduza o ritmo e respeite as suas necessidades. Dar ouvidos a elas é sinal de que você já começou a prestar atenção em si mesmo.
Resumo.

A beleza é algo mais complexo do que o espelho mostra. È muito mais a leitura que a mente faz dessa imagem. E a autoestima é fundamental nessa leitura. É ela quem potencializa a beleza, que faz com que ela “renda”! Sem essa condição interna a mulher pode melhorar consideravelmente sua imagem e continuar se sentindo feia ou, no mínimo, não usufruindo os benefícios da mudança. Mesmo admirada pelos outros continuará não se gostando. Continuará temendo a beleza, sem desfrutá-la! A busca desenfreada da “perfeição”, impossível de ser atingida, reflete sério comprometimento da autoestima. Habitualmente reflete mecanismos compensatórios para sentimentos de inferioridade que não tem base na estética, mas em conflitos interiores, e que não serão resolvidos pela estética apenas, mas pela psicoterapia. Difere da vaidade, onde a beleza é um meio de se sentir mais feliz. Reflete um estado patológico, insaciável, onde se torna um fim em si mesma. Não há beleza absoluta. A beleza é basicamente diversidade, originalidade, individualidade. MUITO BEM REGADA PELA AUTO-ESTIMA!!

OUTRAS  CONSIDERAÇÕES !!!!

Nós só podemos avaliar o nosso reflexo no espelho, e é sempre uma avaliação parcial. É por isso importante, procurar especialistas que nos ajudem a melhorar a nossa imagem mas, tão ou mais importante procurar especialistas que nos ajudem a ver (tomar consciência) dos resultados obtidos. É aí que o fotógrafo pode ter um papel fundamental, pois a partir do seu trabalho é possível fazer uma avaliação da nossa imagem a partir de uma visão externa, avalizada, global e positiva.A imagem do corpo reflecte, essencialmente para as mulheres, o amor que sentem por si. Por volta do ano de idade, todos passamos pela fase do “espelho”, que permite a criação do “eu”. Infelizmente, para a maior parte das pessoas, algumas circunstâncias da vida distorcem essa imagem de tal maneira que a partir de uma certa altura assumem uma atitude quase masoquista em relação ao corpo, procurando todas as desculpas para não verem a sua beleza e consequentemente não se conhecerem e amarem. A terapia fotográfica pretende ser uma nova  abordagem da imagem pessoal, através do olhar do terapeuta( fotógrafo), que procura despertar a sensibilidade feminina, proporcionando, nas fotografias obtidas, ao longo das sessões, um excelente instrumento de reconciliação com a imagem do corpo frequentemente desvalorizado. Além disso, no limite, a fotografia do corpo permite expressar a vulnerabilidade da beleza. Esta pode ser uma nova oportunidade da mulher aceder ao estádio do “espelho” para reconstruir a sua imagem. Este reencontro com a imagem do seu próprio corpo, visto por um outro “eu”, cuja finalidade é olhar para si mesmo, é um acto de bem-estar, extremamente positivo se for, inteligentemente, acompanhado pela sensibilidade terapeutica do fotógrafo. É da relação de respeito e confiança estabelecida . como a pessoa (paciente)em seus entendimento e´mais facil ter seu reconhecimento externo o quanto o interno ja esta em tratamento com a terapeuta e tambem vai se reconhecento,com as fotografias em que se vão descobrindo no antes e depois do tratamento.. E é a sua imagem que vão ver e não um personagem imaginário. Esta reapropriação da sua própria imagem por uma valorização positiva vai com certeza aumentar a autoconfiança e a auto-estima. A realização da terapia incluido as fotografias é pois um verdadeiro acto de amor-próprio.
Sente que de alguma forma este texto reflecte aquilo que sente?
Por Renata Cardoso





















Vá além da aparência: cuidado com a autocrítica exagerada. Insatisfações emocionais e estéticas acompanham a gente durante toda a vida. Não é o caso de se conformar com elas, mas sim de fazer as pazes consigo e erguer a cabeça, consciente de que está se esforçando para mudar tudo aquilo que incomoda e você não percebia.

































Nenhum comentário:

Postar um comentário