20/04/2012

O QUE EU APRENDI AGORA VOU LHE ENSINAR!!!!





A AUTORA

O presente trabalho é uma humilde tentativa de sintetizar o que aprendi ao longo de vários anos de pesquisa e prática no aconselhamento de pessoas que buscam este ideal. Espero sinceramente, ter atingido esta meta. Porém, muito ainda há que se descobrir, pesquisar e aconselhar para redimir a mente humana de tantos enganos, sei que atingirei em grande parte esta meta. A Profa. Renata Cardoso é uma incansável pesquisadora dos poderes mentais, autodidata por excelência. Aplicou muitas técnicas com grande sucesso, sempre dentro de um espírito muito criterioso e cientifico. Queria descobrir a realidade existente por trás dos véus do invisível. Sendo assim, em mais de 20 anos de pesquisas reuniu um grande numero de técnicas – as comprovadas de maneira cientifica - que poderiam ser aplicadas no dia a dia para melhorar a vida do ser humano. Atuando há muitos anos com Terapia de Aconselhamento de pessoas com os mais diversos problemas. Sempre detectou a influencia da mente das pessoas na existência de seus problemas. Assim fazendo sempre pode, com sucesso,fornecer-lhes as orientações adequadas para encontrarem uma solução eficaz e que realmente correspondesse ás expectativas dos seus consulentes.



AGRADECIMENTOS

Agradeço a todas as pessoas,homens,mulheres que ao travar comigo sessões de terapias de aconselhamento para solucionar seus problemas forneceram-me um vasto material para pesquisas sobre a felicidade e suas mais diversas manifestações.



INTRODUÇÃO
Até que ponto amar alguém pode ser um cárcere
Será que ser feliz é o mesmo que acorrentar o ente amado aos nossos pés Porque as pessoas quando se apaixonam tentam controlar a vida do parceiro modelando-a a seus gostos, pensamentos e atitudes
O sentimento de posse é o que realmente surjam os conflitos nas relações pessoais, produzindo a infelicidade e a ruptura nos relacionamentos.
O ser humano necessita de aprender urgentemente a amar sem querer possuir ou acorrentar a pessoa amada.




VOCÊ VAI AGORA SABER ATRAVÉS DAS RESPOSTAS O QUE APRENDI SOBRE FELICIDADE E O PORQUE A INFELICIDADE CAMINHA LADO A LADO!!!



 



Estas regras básicas farão você alcançar sua felicidade pessoal .....


FELICIDADE  INFELICIDADE
O que é Felicidade professora
Veja bem como para o estudo da felicidade, estudamos as formas mais variadas de infelicidade para poder ter uma idéia mais clara entre o conceito e a coisa em si. Acreditar que uma coisa funcione de tal modo é um ponto, vivenciá-la pela experiência e outro completamente diferente. 99% das pessoas normalmente não estão satisfeitas ou são satisfeitas dentro de um relacionamento estável, como nem poderia, pois assim como a paixão, ao amor também é tão estável quanto. Só a consciência dessa natureza efêmera é que contribui para que se viva melhor, independentemente de um relacionamento ou não.


Eu Aprendi
Que quando o homem se acostuma ao belo, ele para de enxergá-lo. Então parte para novos ideais tentando preencher uma natural satisfação que o domina. Por isso, tem a necessidade primordial de estar recriando a beleza. Isto está expresso em todas as obras de arte, movimentos literários e ideais da existência humana.






Eu aprendi
Que no sentido pessoal, quando se ama uma pessoa em particular,é muito comum ouvir: “ Como pode fulano gostar de sicrano” Ele ou ela é tão feio! Ou famosa frase clássica: “O amor é cego”. Veja a relatividade do ideal de beleza e como ele se manifesta de forma diferente para cada um. O amor pessoal será intimamente relacionado á visão do belo que cada um possui do objeto de seu amor.





Eu aprendi
Que na musica não é menos diferente. Quantos não são os que se extasiam ao ouvir uma orquestra sinfônica Ao passo que para outros, a musica clássica é extremamente chata e incompreensível. Para o erudito, a música popular já não oferece o mesmo atrativo, sendo ate classificada como coisa de mau gosto. Para aquele que gosta do gênero popular, o rock é encarado como musica de puro mau gosto. A música talvez seja a mais comum e mais alta expressão da diversidade e relatividade do ideal de beleza que cada um possui.




EU PERGUNTEI E APRENDI...
Então como pode ser encarada a Felicidade

 Eu aprendi
Que sem as marcas do apego ou a tentativa de estabelecer regras fixas para regulá-las; ainda que seja feito, tais regras ou conceitos perduram até um certo momento. Transformando-se completamente em tédio e insatisfação. A felicidade é para ser vivida no momento, sem a tentativa de tentar eternizar esse momento, deixando a oportunidade sempre aberta para novos acontecimentos, pois dia igual ao hoje, nunca mais.


 Eu aprendi
Que para um bom entendimento e, mesmo para superar algumas frustrações, é preciso analisar algumas convenções estabelecidas pelos homens e que são tomadas por felicidade. A compreensão da coisa e o ideal dela geram por si só uma liberação do peso da infelicidade que normalmente acompanha não a felicidade, mas a idéia que se tem dela e a qual é perseguida pela maioria das pessoas.


 Eu aprendi
Que a felicidade nunca foi e nunca será sinônimo de casamento. Por que há tantos casais infelizes e tantos desencontros amorosos, Ora essa, as pessoas tendem a buscar segurança nos relacionamentos de quaisquer espécies tentando eternizar os momentos de felicidade, daí começam a estabelecer regras para ordenar e mesmo controlar o grau de felicidade. Então começam a surgir os conflitos e os choques, pois as regras geralmente vão contra a livre expressão dos sentimentos, muitas vezes sufocando-o ou matando-o por completo. O casamento é um contrato social estabelecido pelo homem na tentativa de regular a inconstância do amor, da paixão, preservando os direitos da família como norma social.



 Eu perguntei
Por que o homem vê no casamento o ideal de felicidade.

 Eu aprendi
Que a idéia errônea é muito divulgada pelos meios de comunicação, principalmente a televisão através de suas novelas. Tomar o casamento como o ápice da felicidade é um modo completamente distorcido de implantar a idéia de amor e paixão na cabeça das pessoas. O casamento, na verdade, marca o fim dos sonhos de felicidade e o inicio da labuta conjunta e dos ajustes de incompatibilidade com o intuito de manter e preservar os direitos da família e dos filhos, uma vez que o amor e a paixão jamais podem ser regulados por quaisquer normas contratuais.


 Eu perguntei
Mas o que fazer ... Não amar mais... Não dar ouvidos a paixão... Recusar-se a todo e a qualquer tentativa de aproximação.

 Eu aprendi
Que não. Nada disso é necessário. Apenas deve-se estar consciente da natureza passageira de todo e qualquer sentimento. O amor individual pode ser comparado a chama de uma fogueira, que uma hora se extingue por falta daquilo que alimenta suas chamas. É muito comum ouvir falar em “o fogo da paixão”, “amor abrasador”. Geralmente, essas figuras de linguagem são muito empregadas pelos poetas e compositores de todos os tempos para ilustrar a idéia do amor. E não são poetas os que amam com mais intensidade.E não são também os mesmos dotados de uma inconstância atroz, possuindo mesmo relacionamentos diversos ao longo da vida, todos de pouca duração. Pare, pense, medite com calma. Visualize uma fogueira, veja como ela primeiramente começa tímida, ganhando aos poucos proporções avassaladoras para momentos depois perder a força, uma vez extinto o combustível que a alimenta. No caso da paixão, o combustível esta no ideal de beleza visto pelos olhos de quem ama.


 Eu perguntei
Mas então o que é Felicidade

 Eu aprendi
Que é tudo aquilo que você não pensa. Tudo o que não se determina regras fixas. Aquilo que esta sempre fora de receber uma certidão de qualidade total, certificado ISSO 9000 ou qualquer coisa que o valha. A própria tentativa de definir felicidade já nos coloca distantes dela. E esse perigo corremos agora ao escrever este pequeno tratado, pois no jogo das palavras, podemos estabelecer algum ideal de felicidade para a própria felicidade e assim aniquilá-la de vez. Tente manter isso em mente, felicidade é tudo aquilo que não é, mas que pode ser sentido e vivido no momento, nunca perpetuado por nenhuma necessidade de segurança, regras sociais, contratos matrimoniais, etc.


 Eu perguntei
Então, como ser feliz?

 Eu aprendi
Que estando consciente o tempo todo de que tudo é passageiro. Tudo sofre a ação do tempo. Nada é para sempre e a felicidade se faz de grandes e pequenos momentos que nunca podem ser repetidos,mas vividos de uma outra maneira a cada vez que ela se manifesta. Há felicidade no beber, ao realizar uma viagem, ao ler e ouvir poesias, ao ouvir uma bela musica, ao contemplar uma obra de arte, ao fazer e criar a arte, ao plantar flores, ao amar alguém. Enfim, a felicidade se expressa das maneiras mais diversas e sempre por pequenos e grandes momentos. É preciso estar atento, consciente o tempo todo para captar esses momentos e vive-los com intensidade e plenitude, porem sem apego. A tentativa de eternizar a felicidade faz com que a perca de vista e a deixe passar em brancas nuvem, tudo em função de perseguir constantemente a sua idéia.


 Eu perguntei
O ideal de Felicidade não é a Felicidade.

 Eu aprendi
Que muitas pessoas,quando questionadas sobre o que esperam da felicidade, simplesmente respondem: “-Ah! Eu quero me casar um dia, ter filhos, constituir uma família”. Isto quer dizer que não querem ser felizes e sim terem um monte de dores de cabeça. É justamente dentro das famílias mais perfeitas e “estabilizadas” que encontramos as piores frustrações amorosas e as piores traições, levando muitos a buscarem um relacionamento duplo ou extra-conjugal, no afã de suprir suas carências afetivas – o que é perfeitamente normal do ponto de vista do ser, porem não social. Isto ocorre justamente graças ao protótipo enlatado que recebemos de nossa educação sobre o conceito de felicidade. A idéia e a coisa em si não são as mesmas. A maioria das pessoas tem uma idéia distante da felicidade. Ela esta sempre em algum lugar, num futuro ainda mais longínquo, praticamente inalcançável. Quando o individuo pensa que a alcançou, logo ele a vê projetada novamente em um novo ideal futuro. É exatamente como sonhar que se esta caminhando em direção a algo e nunca sai do lugar ou o fim do caminho nunca chega.

 Eu perguntei
Onde esta então o problema?

Eu aprendi
 Que esta na mente do homem que toma o ideal pela coisa e dela se perde. A felicidade esta presente na vida dos homens em todos os momentos, mas como ele vive o conceito mental de felicidade, ele constantemente a deixa escapar. Quando não muito só entende por felicidade a satisfação de um relacionamento amoroso para mostrar-nos o quanto se esta distante da felicidade.


 Eu perguntei
Mas pode existir felicidade no casamento?
 Eu aprendi
Que sim... Desde que a instituição social não seja tomada como a própria felicidade. Na verdade, o casamento depende em certa medida da felicidade, e não ao contrario. É preciso ter em mente que o ser humano é inconstante e inquieto por natureza. Por mais passivo que seja, ele nunca esta contente. Disso, seus pensamentos e sentimentos assumem a mesma natureza, a felicidade como ideal perseguido também e vitima dessa inconstância.



 Eu aprendi
Que felicidade não é sinônimo de relacionamento amoroso. Muitos são, e porque não dizer a maioria, que consideram a felicidade como sinônimo de relacionamento amoroso. Ora, se assim o fosse não haveria tantas discussões e desentendimento entre as pessoas que se amam. Na verdade, dependendo do grau de intensidade da paixão, vive-s mais em desarmonia do que qualquer outra coisa. É nas paixões mais intensas que predominam o ciúme, o sentimento de posse, a agonia da saudade, as desventuras e desilusões e o choque das personalidades. De fato, há ternura e fortes emoções na presença do ser amado, mas basta uma pequena distancia ou um pequeno desentendimento para que todo o mundo desabe e se transforme numa tristeza e profunda amargura. Ora, amar alguém já traz implícito o sofrimento. Amar é sofrer. E conhecendo a natureza dessas duas forças já é um grande passo dado para suportar as amarguras da desilusão.


 Eu aprendi
Que é capaz de amainar e prolongar o tempo de um relacionamento, isto é, quando o individuo esta disposto a ceder,mesmo assim sempre dentro de determinados limites. O relacionamento começa a fracassar quando se tenta por todos os meios modelar ou ajustar a personalidade do ente amado ao nosso padrão de pensamento. Isso não deixa de ser uma forma de controlar a vida do outroQue tudo no começo é um mar de rosas, entretanto, passado os três primeiros meses, ou, muitas vezes nem isso, quando se começa a conhecer as falhas e virtudes reais do ente amado, o que era sonho começa a se tornar um pesadelo. Somente a tolerância , principalmente quando este se encontra distante.



 Eu perguntei
Mas como eu faço para me controlar nesse sentido... Eu já tentei,mas não consigo!!!!
 Eu aprendi
Que é preciso, antes de tudo, que admita para si próprio que tem essa tendência. Feito isto, deve buscar em si próprio a causa-raiz de sua atitude. Geralmente, ela se expressa da maneira como você vê ou agiria longe da pessoa amada. Na verdade, a falta de confiança no ser amado vem do reconhecimento de que você não é capaz de confiar em si próprio, sobretudo quando se trata de fidelidade. “Todo aquele que põe chifre tem horror de levar”. Este ditado popular encerra uma verdade profunda e merece uma meditação especial. Observe que aquele que tem ciúme doentio, na verdade, age da maneira como não gostaria de que fosse tratado.


Eu aprendi
Que não existe paixão equilibrada, nem sentimento estável. Há pessoas que falam em relacionamento maduro, equilibrado, papo cabeça, entre outras coisas. Ou há paixão ou não há paixão. O que existe de fato nesses relacionamentos “Equilibrados” é um jogo de interesses. Há pessoas que se juntam mais por convenções materiais e idéias mentais de felicidade, principalmente se estas estão alicerçadas em vantagens financeiras ou bens materiais, atribuindo de maneira disfarçada maturidade ao relacionamento seja ele qual for. Há pessoas que amam a carteira, a conta bancaria, a posição social e preferem uma vida infeliz desde que não passem pro privações de espécie alguma. Daí a existência de tantas formas de prostituição que visam a suprir essa carência sufocada para garantir o brilho da ostentação.


 Eu perguntei
É possível ser feliz sozinho?
 Eu aprendi
Que depende do que se entende em estar só ou ser solitário. Conheço pessoas que estão sós e completamente abandonadas em meio a uma grande multidão. Por outro lado, há outras que se sentem bem felizes quando estão sós, como se nunca estivessem solitárias. Veja bem o quanto a felicidade esta relacionada ao estado mental do individuo e como ele a encara. Há pessoas que se condicionam a vida inteira a pensar que sua felicidade depende de alguém e, evidentemente, há outras que sabem ser elas mesmas responsáveis por toda a felicidade que podem viver neste mundo. Tudo depende da evolução, compreensão e grau de consciência que adquiriram com relação a natureza humana.


 Eu aprendi
Que quanto mais desapegado das formas convencionais ou dos protótipos de felicidade você for, mais feliz você será. Lembre-se de que dissemos mais acima que felicidade é tudo aquilo que você não pensa que é. Estabelecer regras para a felicidade é querer entravar sua manifestação e percepção que é constante, porem nunca na forma em que se acredita.


 Eu aprendi
Que a felicidade não precisa de sua crença para que ela exista, pois ela já esta em você o tempo todo. Basta apenas que olhe o seu mundo com a simplicidade de uma criança e não tente inventar-lhe padrões ou racionalizá-la. Felicidade é para ser sentida, nunca intelectualizada.


 Eu aprendi
Que a felicidade real independe de estar dentro de um relacionamento amoroso. Quando se vive a plenitude da vida, os relacionamentos pessoais acontecem com mais liberdade, freqüência e equilíbrio. Entretanto, quando se tenta forçar o contato com as pessoas,os relacionamentos de qualquer espécie são frustrantes e degeneram-se mais rapidamente. Viva a vida. Há outros prazeres que geram a felicidade, não necessariamente um relacionamento amoroso.


 Eu perguntei
Será que a minha felicidade são os meus filhos?

 Eu aprendi
Que é hipocrisia. Os filhos são os filhos e você é você. Os filhos tem vontade própria, e um dia, vão seguir um rumo diferente do seu. Sua vida é única e intransferível. A afirmação de que sua felicidade esta nos filhos revela alguma insatisfação na vida conjugal. Se o seu casamento já era, parta para outra. Não fique se martirizando ou sacrificando-se a toa. Não vale a pena.


 Eu perguntei
Meu namorado me deixou porque fizeram um trabalho para nos separar!!!

 Eu aprendi
Que é besteira!!! Se ele me deixou é porque não me queria mais. Todo mundo é capaz de saber quando um relacionamento já chegou ao fim. Os sinais são claros e a indiferença é a mais sensata delas. Não adianta mais gastar vela boa com defunto ruim. Aceitei a minha sina e procurei renovar toda minha vida, e aprendi que ninguém morre de amor e que o tempo é sempre o melhor remédio.



 Eu aprendi
Que nunca devo me entregar a tristeza ou depressão no final de um caso amoroso. A auto-piedade só aniquila a vontade e é um sentimento repugnante que destrói parte de seu magnetismo pessoal, tão necessário a reconstrução da vida. Esse tipo de sentimento negativo – longe de atrair a compaixão – afasta mais ainda o ente amado. Conserve a serenidade de espírito e evite toda e qualquer forma de contato ou conversas que o lembrem, se sabe que terá de esquecê-lo. Lembre-se sempre de que “O que os olhos não vêem, o coração não sente”.




 Eu aprendi
Que o tempo que você passa lamentando a perda de um amor é o tempo que você pode estar fortalecendo sua aura e ampliando seu magnetismo pessoal para se tornar mais atraente e trazer para sua esfera um relacionamento ainda mais ideal e elevado. Portanto, dedique todo o seu tempo na reconstrução de sua personalidade e não se deixe abater em momento algum. Pratique com assiduidade os exercícios recomendados neste livreto. Eles o ajudarão a elevar sua auto-estima e a manter-se em um estado de mente sempre positivo. Os exercícios aqui apresentados são um remédio eficiente contra a depressão que normalmente ocorre após uma desilusão amorosa.


 Eu perguntei
O que é magnetismo?

 Eu aprendi
Que o magnetismo pessoal é uma energia que se irradia da aura humana, tornando-a mais magnética e atraindo-lhes todas as condições boas da vida. É uma espécie de charme, atuando sobre todos os que tem contato com você.


 Eu perguntei
Como funciona o magnetismo pessoal?
 Eu aprendi
Que o magnetismo pessoal depende grandemente da intensidade psíquica do ser. Em outras palavras, é o dinamismo do pensamento voluntario que produz a força motriz que aciona este poder interno inerente a todo ser humano.


 Eu perguntei
O que eu posso lucrar com o magnetismo pessoal?
 Eu aprendi
Que não existe ser humano que não persiga a felicidade em algum grau, seja ela material, amorosa ou espiritual. O magnetismo pessoal o torna propicio a auferir todas as coisas que deseja pelo simples fato de pensar nelas. Quando um individuo aspira ao encontro de um ser amado e ele possui seu magnetismo desenvolvido, esse energia lhe atrai naturalmente um ser compatível com suas tendências, permitindo-lhe realizar seus anseios e viver uma vida mais feliz, desde que considere o relacionamento apenas como uma parte da felicidade e não a totalidade dela. Se sua intenção é obter uma vida mais abundante no sentido material do termo, essa mesma energia atuara como uma força atrativa lhe proporcionando excelentes oportunidades de ganho e negócios, aumentando de modo significativo de sua inteligência e talento naturais para aumentar seus lucros. O importante é observar que a intensidade do pensamento governa o fluxo do magnetismo pessoal.


O QUE EU APRENDI, EU ENSINAREI
Que já nascemos com possibilidades infinitas, com recursos inesgotáveis e comum a capacidade incrível de realizar tudo aquilo que desejamos. O “Lar Recanto da Vida” ensina que o que você aprende é conhecimento e o que você pratica é sabedoria.


GRIFO DOS DOCENTES
O que aprendemos ao longo da vida é inestimável,ou seja,nada pode apagar o conhecimento que adquirimos. A nossa inteligência nunca será um fardo ou um peso a ser carregado, também não é algo que poderão nos roubar.Portanto aprender nunca é demais: no entanto o aprendizado só se torna realmente valido quando o colocamos em prática. De nada nos adianta acumularmos conhecimentos, juntarmos informações se não trocarmos com o universo.Tornamo-nos sábios quando exercitamos o que aprendemos, é a troca das inteligências, dons e excelências que pode transformar o homem e, conseqüentemente a humanidade. Cada pessoa tem sua própria maneira de assimilar a vida e suas artimanhas. No momento em que cada um se predispõe a ofertar o que cultiva de bom dentro de si e que a capacidade de aprender ganha verdadeiros sentidos.Por isso,mesmo criamos o “Lar Escola Recanto da Vida”. Temos a intenção de compartilhar preciosidades, temos a genuína intenção de movimentar a grande roda da “Vida”, de trocar energias que possam revolucionar o mundo particular de cada um. Certamente nem sempre concordamos com o que lemos,ouvimos ou vemos e é muito provável que isso também aconteça enquanto você estiver degustando textos, frases e as dicas aqui citadas.Mas até o seu contra ponto e a sua opinião diferente é essencial. O mais importante é que aprendamos algo de novo e útil a cada dia de nossas vidas e o que procuremos ensinar, trocar e compartilhar nosso conhecimento,pois, sem perder e nem subtrair nada de nosso interior, estaremos oferecendo ao mundo uma nova possibilidade. Se o que levamos da vida é a vida que levamos, na mesma medida levamos que a nossa sabedoria nos permite.Seja próspero. Troque energias positivas e acrescente algo de positivo durante a sua passagem por este planeta.
Forte Abraço
Coordenadora Renata Cardoso
Programa do “Lar Escola Recanto da Vida”- Bauru_SP


Um exercício para ativar rapidamente meu magnetismo pessoal

Eu aprendi...
E providenciei um recipiente de vidro ou cristal liso. Um pote ou mesmo um vidro de maionese ou palmito para esse propósito. Encha-o com água e coloque-o na altura dos olhos. Sente-se confortavelmente em uma cadeira de espaldar reto de modo a manter a coluna ereta. Escreva em tiras de papel sulfite de próprio punho com letras claras e grandes as seguintes formulas de sugestão mental:

1. POSSUO UMA FORÇA MAGNÉTICA INVENCIVEL;

2. MINHA MENTE É PODEROSA E ATRAI PARA MIM TODAS AS BOAS COISAS DA VIDA;

3. MINHA VONTADE É PODEROSISSÍMA E VENÇO SEMPRE

4. MINHA AURA É SUPER MAGNÉTICA E ATRAI TUDO O QUE DESEJO;

5. EU SOU O TRIUNFO. EU SOU A VITORIA. EU SOU O PODER;

6. MINHA FORÇA INTERIOR AUMENTA A CADA DIA;

7. EU SOU MAGNÉTICO. EU SOU MAGNÉTICO. EU SOU MAGNÉTICO.

Eu perguntei...
Estou passando por uma situação muito difícil e não consigo concentrar-me nos exercícios, pois minha mente é assolada por uma onda de pensamentos negativos de toda espécie. O que devo fazer?

Eu aprendi...
A combatê-las vivamente. Insistir sobre o exercício. Imponha vigorosamente o poder de minha vontade. Os pensamentos negativos só fazem dispersar a energia que eu usaria para criar as condições materiais ideais que desejo. Quando o pensamento fugir, trago-o de volta. Com a prática eu acabarei cedendo, permitindo meu controle sobre ele e o redirecionamento da energia mental. Lembro-me de que a prática do exercício por mim só combate a depressão, a ansiedade e a agonia. Portanto, concentro-me nos efeitos positivos gerados pelo exercício e no desejo intenso de resultados.


Eu perguntei...
Acabei de perder um grande amor e não consigo pensar em mais nada. Estou muito mal comigo mesmo. O magnetismo pessoal pode me ajudar a recuperá-lo?
Eu aprendi...
Que isso depende da situação em que vive cada um. Qual foi o motivo do rompimento? Ciúme excessivo? Sentimento de posse? Ou ele(a) perdeu o interesse por você? Cada caso é um caso e necessita de ser verificado a luz do entendimento. Faça primeiramente uma auto-analise de suas atitudes para com o ente amado. Verifique se você não se deixou tomar pelo ciúme excessivo e pelo sentimento de posse que geram brigas e desentendimentos constantes. As discussões acabam por desgastar qualquer relacionamento por melhor que seja. O amor só acaba quando surge a indiferença de uma das partes. A indiferença é a maior prova de desafeto. Você pode usar o magnetismo para aumentar a capacidade de atração pessoal, todavia não deve querer prender ninguém em específico.Deixe a vida aberta para atrair alguém que, geralmente e muitas vezes, esta ao seu lado. Nunca deseje para ninguém aquilo que não quer para si próprio. Não entregue sua felicidade nas mãos de uma pessoa em específico, mas faça dela apenas parte de sua felicidade, uma vez que ela esta certamente dentro de você mesmo. Lembre-se de que a felicidade é um estado de mente.

Eu perguntei...
Eu tento fazer exercícios, mas não tenho paciência. O que devo fazer?
Eu aprendi...
Que a maioria dos que se enveredam na prática de exercícios mentais alegam o mesmo fato. Quanto maior dor o grau de impaciência, maior será a impulsividade a ser dominada, logo maior será o grau de magnetismo alcançado por aquele que for perseverante o suficiente. Esta é a outra faze da moeda. Pense em alcançar resultados positivos e trabalhe incansavelmente. Todo e qualquer esforço seu será fartamente recompensado.




Eu falei...
Eu não acredito nessas coisas, acho que tudo é besteira. Tudo o que q gente faz é preciso fazer com fé.

Eu aprendi...
Que doce e ledo engano! O poder do pensamento é uma ciência e poder ser comprovado pela pratica metódica e assídua, não depende de fé ou crença em alguma coisa superior, somente no trabalho e no esforço. Você pode ate mesmo executar todos os exercícios sem acreditar neles. Basta que empreenda o esforço e mantenha a mente firme no resultado a alcançar que a materialização dos seus efeitos falará por si mesma. A medida que os resultados vão surgindo em sua vida, você sentirá um sentimento muito elevado de confiança e esperança, o que aumentará automaticamente sua auto-estima. Faça os exercícios ainda que por pura curiosidade ou com o simples objetivo de está-los. Tenho a mais absoluta certeza de que não se arrependerá em nenhum momento por todo o esforço empreendido.

Eu perguntei...
Eu gostaria de desenvolver meu magnetismo pessoal e o poder do meu pensamento, mas não tenho tempo. O que devo fazer?
Eu aprendi...
Que organizar o tempo é uma questão de prioridade. Quando alegamos falta de tempo, devemos interpretá-la da seguinte maneira: “ na verdade, não tenho o mínimo interesse em fazer isso”. Se agir dessa maneira consigo próprio, será mais honesto e poderá ver quanto do seu tempo é gasto com coisas inúteis e desnecessárias, como Poe exemplo: três a quatro horas diante da televisão e muitas vezes assistindo a programas que são transmitidos há mais de dez anos. Pare e reflita sobre o real emprego de seu tempo e então verá que deixou de realizar muitas coisas simplesmente porque não quis e não porque lhe faltava tempo.


Eu falei...
O único tempo que tenho é de manhã, mas tenho preguiça de levantar mais cedo!
Eu aprendi...
Que tenho que me esforçar por mim. Pare e pense. Quando estou com sede ou fome, ninguém pode saciá-la em meu lugar. Se deixar de fazer estas coisas, certamente morrerei. Da mesma maneira como ninguém pode pensar por mim ou desenvolver a força interior em meu lugar. Há coisas que somente o homem pode fazer por si mesmo e uma delas é desenvolver suas potencialidades e capacidades interiores. Eu posso ter em mãos agora o Que na verdade eu não estou disposto a lutar por minha felicidade com as armas mais legais e infalíveis que são os meus poderes internos. Eu esperava sempre que alguém maior tratado de desenvolvimento mental do mundo. Entretanto, seu eu permanecer de braços cruzados achando que a simples leitura de meus métodos e exercícios vão agir através de mim, esqueça! Atiro fora, pois de nada serve. Quando me deixo dominar pela preguiça, isto é uma prova irrefutável de que não quero de fato ser feliz.


Eu perguntei...
Gostaria de saber onde Deus entra com tudo isso?
EU APRENDI..
.Que não entra. Ou você esta tentando realizar sua felicidade ou esta procurando uma justificativa para sua religião. Você tem que se decidir. Se a felicidade dependesse da sua religião, você não teria este pequeno manual nas mãos, e sim, estaria buscando a felicidade nos mistérios de sua fé. Se nela você não pode encontrar nada, então esta sua pergunta não tem o mesmo fundamento ou propósito. Este manual não pretende lhe dar aula de catecismo e sim lhe mostrar um caminho seguro e concreto de fazer manifestar em sua vida aquilo que já está concentrado em seu interior. É preciso parar com essa mania de justificar tudo em Deus, principalmente aquilo que compete ao homem realizar, uma vez que ele é dotado de mente são e corpo são. Procure evitar toda a justificativa de fugir do trabalho e do esforço.


Eu perguntei...
As tarefas do lar são muitas e me impedem de executar os exercícios consumindo a maior parte do meu tempo. O que devo fazer?
Eu aprendi...
Que determinar friamente qual a sua prioridade. Procure observar o seguinte fato: o serviço doméstico só é observado quando não é feito. Ainda que passe cem anos de sua vida limpando e arrumando a casa com esmero, ninguém notará a diferença, somente o dia em que estiver completamente suja. Por conseguinte, compete a você escolher entre o serviço de casa que merece uma atenção especial é bem verdade, mas não a total atenção a ponto de anular sua identidade interior. É certo que você pode encontrar algum tempo livre se quiser. Tudo depende do quanto você realmente aspira a alcançar.


Eu perguntei...
Como evitar a dispersão do magnetismo pessoal?
EU APRENDI...
Que devo evitar conversar e confidenciar com amigos sobre seus problemas particulares. O fato de você ficar divulgando seus sentimentos ou rememorando suas desilusões faz com que grande parte da energia mental e nervosa necessária para seu desenvolvimento seja desperdiçada em assuntos que a nada levam.
Observe atentamente que, ao dar vazão a este tipo de discussão, é freqüente a volta ao mesmo assunto, tornando a repetir as mesmas declarações ao longo de toda a conversa. Veja a grande quantidade de tempo desperdiçado inutilmente, enquanto que este tempo tão precioso poderia ser usado para aplicação de exercícios mentais e no desenvolvimento de seu magnetismo pessoal. Embora este tipo de exercício seja menos atraente, porém é sem dúvidas, milhares de vezes mais compensador.


Eu aprendi...
Que a vaidade é um dos fatores mais devastadores do magnetismo pessoal. Todo o ser humano tem a tendência de querer atrair a atenção sobre si mesmo e sobre seus feitos. Essa tendência nada tem de errado e é ate natural, contudo para o praticante da arte mental, ela é um dos vícios mais perigosos e mais devastadores da energia mental.Se toda essa tendência para a expansão fosse contida, grande parte da energia nervosa seria conservada e ficaria retida nos plexos, juntado-se ao reservatório de magnetismo pessoal que se irradiaria da aura com mais vigor e dinamismo. Pense nisso. Evite toda a oportunidade de querer expandir-se ou exibir-se. Ás vezes, no afã de querer mostrar algo que sabemos que vai impressionar um amigo, caminhamos quilômetros ou viajamos uma grande distancia, só para relatar-lhe o fato. E muitas vezes, a impressão que achávamos que lhe causaria não resulta em nada. Veja quanta energia desperdiçada.


Eu aprendi...
A evitar todo o tipo de brincadeira de mau gosto, piadas sem graça ou palavras grosseiras. As pessoas geralmente se chocam com determinados termos e colocações mal propostos e em horas indevidas. Conheço muitas pessoas que, no afã de chamar a atenção sobre si, acabam sendo extremamente incoerentes e indelicadas e terminam por atrair a antipatia das pessoas em geral, que passam a vê-la sempre por aquele prisma. Muito do magnetismo pessoal envolve o bom senso e educação.





Eu aprendi...
E procurarei usar um tom de voz sempre calmo e pausado. Uma voz alta e afobada causa desconforto em quem ouve, além de dar a impressão de quês e esta tratando com uma pessoa desequilibrada mentalmente.




Eu aprendi...
A saber ouvir as pessoas e permita-lhes que exponham seus pontos de vista, ainda que sejam contrários aos meus. Uma pessoa magnética nunca impõe aquilo que acredita, mas ensina pelo exemplo. Uma das características que mais contribuem para o magnetismo pessoal é saber ouvir. Querer ostentar erudição ou impressionar o seu ouvinte acaba por causar-lhe desinteresse, principalmente se este conhecimento lhe escapa ao atendimento. Quando tiver de emitir uma opinião sobre um dado assunto, faça-o sempre de maneira eloqüente, medindo e colocando bem as palavras de modo a não ofender ou causar uma irritação em seu ouvinte.

Eu aprendi...
Estar sempre bem vestido, não preciso trajar roupas novas, mas que sejam bem alinhadas e limpas. Nunca me apresentar diante da sociedade ou em qualquer forma de encontro social de roupas comuns e caseiras como: chinelos, bermudas, etc. Eu tenho que construir uma imagem publica para as pessoas e apresentar essa minha mesma imagem quando receber alguém em minha casa. Nunca permitir que ninguém, a não ser meus amigos mais chegados participem da minha intimidade. Quanto mais mistérios construir ao redor de minha pessoa, mais magnético me tornarei.




Eu aprendi...
A não ter atitudes grosseiras na frente de outras pessoas. Isto não significa que você deva ser capacho dos outros. Simplesmente nunca seja grosseiro com as pessoas ou na frente de estranhos. Quando você esta criando uma imagem positiva e magnética em torno de sua personalidade, pode desmoroná-la completamente por uma atitude impensada. Quanto mais positivas forem as impressões que as pessoas tiverem de você, mais atraente sua aura se tornará. Uma parte do magnetismo delas vem para você, fortalecendo e elevando os aspectos vibratórios da sua personalidade. Esteja atento a esses efeitos.



Eu aprendi...
A observar atentamente o quanto a felicidade é um estado mental e como pode criá-lo a todo o momento, não dependendo, de modo algum, do acaso ou do destino. Repetimos e sempre insistiremos neste ponto: felicidade não é relacionamento amoroso, casamento, riqueza ou paz de espírito; aliás, todos esses fatores dependem grandemente deste estado mental que chamamos felicidade.






Eu aprendi...
Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. A embriaguez me expõe ao ridículo, pois as pessoas que se espelham em mim e me admiram não aceitam de minha parte nenhuma atitude incoerente ou desagradável. As pessoas que se embriagam normalmente se tornam vulgares e caem no ridículo. Bebo sempre de modo social e sempre sei quando parar. Além disso, a embriaguez costuma roubar grande parte, e porque não dizer, quase completamente todo o meu dinamismo mental, enfraquecendo meu magnetismo pessoal.




Eu aprendi...
A evitar a maledicência e fofocas de quaisquer espécies. Quando se fala mal de alguém, quem ouve costuma pensar de que maneira você agiria se estivesse na ausência dele. Isso atrai a antipatia da pessoa, esta começa a se prevenir e a tomar cuidado com você.







Eu aprendi...
Que a felicidade não é sinônimo de relacionamento amoroso, mas apenas uma parte dela. Considerá-la como a única forma de felicidade é viver infeliz por própria escolha.Que de certa maneira, ela passa a vibrar contra sua pessoa mesmo que finja interesse pela fofoca. Tome cuidado, pois a maledicência e a fofoca produzem efeitos destruidores ao magnetismo pessoal. Além disso, a pessoa que ouve sua fofoca passa a espalhar uma fama negativa a seu respeito, o que atrai a matéria mental da mesma qualidade para sua aura.


EU PERGUNTEI
Eu sou uma pessoa muito boa,mas quando eu chego em algum lugar, atraio tudo de ruim para mim.... Eu sofro tanto com isso...

EU APRENDI...
Que atraio o que penso que atraio.estou pondo minha mente para trabalha contra eu mesmo; Muitas pessoas tem a mania de procura chifres em cabeça de cavalo.Já encontrei centenas de indivíduos que gostam, porque não dizer,desta condição de sofrer ou absorver cargas negativas de um ambiente ou pessoa. O único problema é que queixando depois.isso aconteceu porque elas mesmas atraem essas energias para si e que,muitas vezes, não estão nas pessoas,tampouco no ambiente.Essa adoração pela energia nasceu com a onda de pseudo-ocultismo que dominou os primeiros anos desta nova era e os pseudomagos e bruxos dão corda à imaginação destes incauto com a única intenção de subtrair-lhes dinheiro fácil ou vende-lhes pantáculos ,bruxinhas,pedras e gnomos encalhados em suas lojas.Ora,se você estivesse realmente em sintonia com forças cósmicas superiores não seria afetado de modo algum por padrões vibratórios mas baixos do que o seu.Na verdade, vc se deixa afeta e que se afetada e passa a somatizar esse afeitos.Mude imediatamente esta mental se quiser torna-as uma pessoa magnética.


EU APRENDI...
Que ninguém que possua uma saúde debilitada pode ser feliz. A debilidade física à dor tomam praticamente conta da maioria dos pensamentos, impedindo deste modo a concentração em exercícios de mentalização que permitam mudanças do quadro clinico e uma rápida recuperação.É preciso uma vontade sobre-humana para poder subjugar os efeitos das doenças.






EU APRENDI...
Que independentemente de qual for seu quadro clinico, nunca permita que pensamentos de desanimo assolem sua mente. Mantenha-o cada dia, reservando uma hora diária para mentalizar quadros de como vc estaria se não estivesse doente .faça os quadros mentais ate que ganhe um aspecto próximo da realidade.nao interrompa sua disciplina. Você precisara de,pelo menos,dois ou três meses para observar resultados mais concretos,porem eles virão certamente.pensa na doença é fortalecera,por isso pense em saúde.



EU APRENDI...
A evitar toda e qualquer forma de comentários e conversas com terceiros sobre sua situação clinica. O culto á doença fortalece seu estado de deletério. Reserve o tempo e a energia dessas discussões inúteis para prepara e elaborar quadros mentais de saúde mais perfeitos e mais próximos de sua realidade.







EU APRENDI....
não abandonar o tratamento medico que estou fazendo, pois a ciênA cia mental e eficiente,mas não dispenso de modo algum o bom senso. Se tem uma condição física deletéria manifestada em seu corpo, que merece a devida tenção. Quando já atingiu o corpo físico,ela tem que ser tratada em seu nível. Sua mentalização ajudara substancialmente o processo de recuperação acelerando a cura,não a substituindo.

EU PERNGUNTE...
Mas o que é a doença então se ela pode ser auxiliada pela mente?

EU APRENDI...
Que a doença se caracteriza por um desequilíbrio na harmonia do ser com a fonte que Lhe deu origem. Normalmente, homem e o grande responsável por esta desarmonia, devido aos muitos hábitos nocivos que adquiriu ao longo da vida, Tais como: uma alimentação deficiente, vícios, etc. mas os mais influentes são as crenças que nutriu sobre a fragilidade do corpo e os pensamentos negativos. Quantas não são as pessoas que começam a entrega-se para morte após os 40? E nesse momento que todas as suas faculdades atingem a plena maturidade e que todas as coisas se tornam mas claras e mais produtivas. Mas ao pendurar as chuteiras começa a preparar o próprio caminho para morte,como se toda a sua vida fosse regida pelo impulso da atividade sexual da sai adolescência e so isso importasse.

EU APRENDI...
Que a saúde se fortalece quando se pensa por um longo tempo sobre ela e se determina sua existência. O mesmo acontece com a doença; isso e o que ocorre com a maioria das pessoas que as idolatram. O forte pensamento que predomina sobre suas mente somados aos de temor fazem com que, ao longo do tempo, a doenças acabe por dominar.


EU PERGUNTEI...
Mas como posso adquirir uma saúde mais equilibrada?

EU APRENDI...
Que a maioria das pessoa não sabem que uma respiração deficiente e um das causas mais profundas do estado de saude deletétio. De fato ninguém sabe respirar corretamente e deveria aprender pois a respiração correta ajuda a evitar uma serie de problemas de saúde, livrado ate mesmo do contagio de gripes e resfriados

EU APRENDI...
A fazer exercícios de respiração. Este primeiro exercícios tem como objetivo ampliar a capacidade pulmonar, eliminando a respiração superficial-principal causadora de gripes e resfriados, alem de uma serie de estados mentais depressivos. A respiração completa produz grande calma,alem de dar mas brilho a inteligência e clareza de raciocínio. Contribui grandemente para o bem-estar físico e confere animo e disposição para realizar qualquer tarefa.


EU APRENDI....
Sentar-me confortavelmente em uma cadeira de espaldar reto, colocar as mãos sobre o ventre na altura do estomago. Esvaziar completamente os pulmões. Inspirar lentamente e profundamente pelo nariz. Evitar a todo custo uma respiração acelerada e barulhenta. Procurar executar esta respiração da maneira mais tranqüila possível. evitar igualmente mexer os ombros e o corpos enquanto inalo o ar. Encher primeiro a parte baixa dos pulmões, depois a parte media e finalmente a parte superior.Uso as mãos para controlar a entrada e saída do ar. Se eu fizer a respiração sempre lenta, não corro o risco de perder o fôlego durante a inspiração. Retendo o ar nos pulmões por alguns segundos e Solto-o bem devagar, sempre lentamente e profundamente. Pratico esse exercícios pro um período de 10 minutos, acrescentando 5 minutos a cada dia ate alcançar um período de meia hora. Ao inspirar, mantenho em menti que ao inalar,estou absorvendo junto com o ar átomos de saúde perfeita.


EU APRENDI...
Que este exercício parece fácil quando lido,porem basta que você comece a praticá-lo e logo percebera que não e tão simples assim.A menti, de repente, é assaltada por uma serie de pensamentos dos mas diversos tipos. Uma inquietação e uma preocupação alheia é execução do exercício começa a tomar conta de eu ser, impelindo-o a desistir. Tudo isso são ações do seu ser impulsivo não acostumado a disciplina. Você precisa,pelo menos no inicio, exercer um esforço considerável para levar a cabo o exercício.

EU APRENDI....
Que a minha mente que a comando e não o contrario. Trago minha mente de volta ao exercício que estou executando e fixo mesmo pensamento nas imagens de saudade e bem-estar físico que pretendo adquirir. Penso com vigor e dinamismo,pois a saúde perfeita é meu estado real e verdadeira,sendo a doença a manifestação ultima do desequilíbrio.


EU APRENDI....
A conserva este pensamento também durante o dia todo e combata vivamente toda e qualquer forma de desanimo que queira se instalar em sua menti. Lembre-se de que esta criando sua saúde e você é, em grande parte, o maior responsável por ela e por sua conservação. Não se concentre no quadro clinico atual, mas sim nos efeitos que deseja alcançar,com o tempo esse efeitos se materializarão, acelerando todo o processo de cura através do tratamento que estiver fazendo.




EU APRENDI....
A observar que as pessoas que morrem logo são aquelas que se entregam aos pensamentos negativos ou aceitam o fato sem sequer impor a menor resistência.








EU APRENDI....
Que a longevidade ou vida longa também e um estado mental e se cristaliza com o tempo. Esta dentro de cada um. Porque não viver uma vida longa e cheia de vigor ,clareza,menti e lucidez ? Pense e reflita o quanto ate agora você tenha atraído a morte para si. Mude esta rotina e viva mais plenamente. Preocupa-se com a vida e a saúde. Deixe que o destino se cumpra com grande força e gabarito. Que a morte e a única certeza do homem não podemos nega. Mas porque adianta-la?




EU APRENDI....
O que e a respiração polarizada.
Este e uns dos melhores exercícios de respiração que existe e uns dos mais eficientes. Sente-se confortavelmente em uma cadeira de espalda- reto e mantenha as costas eretas.esvazie completamente os pulmões e com os dedos indicadores e polegar de umas das mãos tape as duas narinas. Erga o dedo indicador e inspire apenas pela narina desbloqueada. Volte a tapar a narina com esse dedo. Retenha o ar nos pulmões por alguns segundos. Solte agora o dedo polegar e exale o ar por essa narina aberta. Pela mesma narina torne a inspirar. Tape-a com o dedo polegar e retenha o ar por alguns segundos. Agora solte o dedo indicador e exale pela outra narina. Recomece novamente o ciclo inspirando sempre pela narina que você soltou o ar. Não execute este exercício as pressas, pois perdera o fôlego e não conseguira ir alem do que 5 minutos por dia. Comece com 10 minuto s aumentando 5 minutos por dia ate conseguir praticar este exercício durante 30 minutos consecutivos.


EU PERGUNTEI...
Por quanto tempo tenho que praticar os exercicios de respiração?

EU APRENDI....
Que o ideal que você possa praticá-los sempre e de preferência, nas primeiras horas da manha, pois o fluxo de energia vital e mais intenso durante as primeiras horas do sol. A pratica e recomendada por um período de 3 meses consecutivos para se observar resultados efetivos. Caso seu estado patológico seja mas grave, deve persistir ate que tenha obtido uma cura completa.

EU PERGUNTEI...
A respiração ajuda no aumento do magnetismo pessoal?

EU APRENDI....
Que é claro que sim. Sendo mesmo uma parte essencial para o aumento do fluxo magnético no corpo. Alem disso, a respiração correta aumenta o campo áurico e o magnetismo emitido pelas mãos,desenvolvendo a capacidade de curar outras pessoas.


EU PERGUNTEI...
Todas as pessoas podem ter boa saúde mesmo aquelas que recebem a doença por hereditariedade?

EU APRENDI....
Que existe algo que não e compatível com a verdadeira situação do homem e a doença. Quando se aceita uma situação passivamente sem sequer lutar contra a condição deletéria,isto não e resignação e burrice. A resignação e não se revoltar contra as condições atuantes no momento e sim tentar transpor os obstáculos por ela imposto.


EU PERGUNTEI...
Mas se todos os homens forem felizes,o que haverá de novo?

EU APRENDI....
Que se houver novos horizontes a alcançar,dos quais ate então o homem sequer suspeitava. A evolução humana e eterna e sempre homem terá de desfraldar novas fronteiras para melhor conhecer a si mesmo e a seu próximo.


EU APRENDI....
Que e certo que muitos homens quando chegam a consciência madura que sua felicidade pessoa e apenas uma parte da felicidade total, concluem que já mais poderão ser felizes sozinhos. Neste grau,eles se tornam condutores da humanidade e passam a preocupar-se com a felicidade da raça humana. Haverá sempre graus maiores de felicidade a der descortinados dentro dos próprios homens e isso faz deles, não só buscadores incansáveis,mas também eternos aprendizes.




EU PERGUNTEI...
Mas se eu governa o meu destino não vou me torna infeliz e cheio de tédio?
Não e melhor viver ao sabor do acaso?

EU APRENDI....
Que se quisesse realmente viver ao sabor do acaso não teria agora estes manual nas mãos. O fato de estar lendo-o neste momento significa que esta perseguindo ou querendo descobrir algo a mais sobre sua própria existência e não aceita os padrões e as idéias comuns sobre a felicidade e sua natureza. Significa que busca uma mudança radical e quer saciar a fome da alma que assola seu coração. A felicidade com o estado mental nunca se torna um tédio, pois sempre descortina novas facetas a novos horizontes que impelem o ser ao alçar vôos cada ver mas altos.


EU PERGUNTEI...
Depois que alcançar este estado mental de felicidade, eu posso ainda ter alguém para compartilhar minha existência?
EU APRENDI....
Que e claro que sim. Porem de uma maneira completamente nova e diferente.Se a sombra do ciúmes,da desconfiança e do apego. Então poderá amar de verdade e viver uma vida mas plena e mais harmônica em todos os sentidos.




EU PERGUNTEI...
Existem pessoas predestinadas a nos fazer felizes?

EU APRENDI....
Que não. O ser humano constrói para si estes protótipos,pois tende a venerar o ente amado sob as mais diversas formas. Enxerga e vê tudo pelo espelho da paixão e procura justificar ou esta juntos dando-lhe uma característica de eterno,de modo a querer perpetuar o relacionamento. Mas bastam os primeiro desentendimentos e discussões para começar a desmoronar este castelo de areia. Viva o relacionamento de maneira intensa de acordo com os ditames da paixão sem tentar impor-lhe uma existência que não possui. A sim quando naturalmente extinguir-se não haverá magos de nenhum dos lados.


EU PERGUNTEI...
Existe uma pessoa certa em nossa vida?

EU APRENDI....
Que não. Existem certas pessoas e dificilmente se acerta uma pessoa logo de cara. E preciso muitas experiências e decepções para começar a amadurecer relacionamentos e compreender que eles não são tão fundamentais assim para a felicidade pessoal. Normalmente, a pessoa que leva uma viça com vc aparece após uma certa idade, porque o fogo da adolescência,que tenha a mesma natureza da paixão,já se extinguiu,revelando ser a felicidade compatível com um relacionamento de qualquer espécie.quando se adquire essa maturidade, então a convivência com outra pessoa do sexo oposto ou do mesmo sexo se torna possível.


EU PERGUNTEI...
E errado ser muito namorador ou namoradora?

EU APRENDI....
Que de modo algum. Tudo depende única exclusivamente de sua satisfação interior com um relacionamento pessoal. O difícil e conciliar esta noção que diverge de pessoa para pessoa, ora devido a educação, ora devido ao próprio temperamento. O abominável e brincar com a vida alheia ou mentir para os outros. Se você sabe que não e capaz de manter-se fiel a um relacionamento, então não minta para ninguém, pois uma hora acaba acreditando em sua própria mentira. Então, cairá no descrédito de todos. Seja apenas você mesmo,sempre sincero em seu modo de ser e pensar,vera que será muito mas feliz do que ter que interpretar o tempo todo ou banca o gala de novela.

EU PERGUNTEI...
Eu tenho um apetite sexual incontrolável. Já fiz ate terapia para me controlar, mas não adiantou. Há algo errado nisso?

EU APRENDI....
Que de modo algum. Se você se senti bem com isso e tem como extravasar essa sua necessidade. Qual e o problema? Reflita no porque e dotado de tal potencial. Se ele servisse para algum fim impuro não existiria. Elimine os preconceitos imbecis que a formação religiosa lhe impôs. Viva feliz sendo você mesmo e aceite plenamente sua natureza física como uma benção que é. Pense em todos que gostariam de ter a potencia sexual da qual e dotado. Viva plenamente e seja feliz. As pessoa que recriminam por isso, na verdade, o invejam ou são frustradas,relegando suas deliciosas fantasias sexuais ao plano do pensamento e vivendo como vegetais.

EU PERGUNTEI...
Não consigo gosta de uma só pessoa. Você acha isso errado e que posso ser feliz?

Eu aprendi...
Que na verdade, você não gosta de ninguém e sim da situação. Se isso lhe faz bem então apenas seja pleno em tudo o que faz. Apenas não brinque com sentimentos de ninguém. Se for sincero e leal aos seus idéias sem ostenta falsa moralidade será mais feliz do que a maioria das pessoas.



EU PERGUNTEI...
Não suporto fica em casa sozinha.tenho que esta sempre na companhia de alguém. Ligo ate a televisão para dar impressão de que não estou só. Sofro muito com essa situação. O que e isso?

EU APRENDI...
Que esse é o resultado da crença que você se auto-impôs: a transferência da sua felicidade realizada através dos outro. Daí, não suporta a solidão. Pense, reflita seriamente e com cuidado. Todos precisamos de momentos de solidão. É uma ótima oportunidade para reorganizar nossas idéias, avaliar nossas opiniões, medita sobre nossa própria existência. Esse descaso é fundamental para ate mesmo fortalecer uma amizade e um relacionamento seja ele qual for.



EU PERGUNTEI...
Eu quero ser feliz com alguém e gostaria de fazer uso do método proposto .. Contudo, minha opção sexual é diferente, sou homossexual. Será que seria errado eu usar métodos espirituais para realizar a minha felicidade pessoal só por causa da minha opção sexual?

EU APRENDI...
Que de modo algum. Vá e frente! Só não tente prender alguém especificamente. Se precisar de orientações extras, terei o prazer se orientá-lo. Para a mente cósmica ou mente de Deus – se quiser – não existem preconceitos. Os preconceitos só existem na cabeça dos homens que são hipócritas e fazem muitas coisa às escondidas e apontam o dedo acusando os outros de errados. Combata vivamente a falsa moral, contudo não se exponha ao ridículo. Para você ser feliz, não e preciso chora a sociedade, produzindo escândalo. Conserve toda a discrição possível e viva plenamente seu relacionamento. Posso lhe indicar vários casos bem-sucedidos de uso dos método deste livro. Lembre-se sempre de que a mente universal é, soberana e ninguém ode ser infeliz neste mundo, a menos que se permita a tal condição ou se deixe manipular pelos falso moralistas. Viva plenamente sua sexualidade e de modo saudável.




EU PERGUNTEI...
Minha vida foi sempre uma sucessão de casamentos mal-sucedidos. Há algo de errado comigo? Será que não conseguirei se feliz com ninguém?

EU APRENDI...
Que não! Na realidade, meu temperamento não e dado à rotina do casamento. Eu sempre estou buscando novas experiências. Possuo um espírito aventureiro. Essa inquietude natural sempre me leva à insatisfação. A busca do novo e do belo para mim sempre será um ideal a alcançar,assim que eu tiver efeito partirei para novos horizontes. Procuro praticar um esporte de altitude, ele se enquadra bem com meu temperamento, assim poderei,em contato com as alturas almejar onde quero realmente pousar.


EU PERGUNTEI....
meu marido me deixo por outra e sinto que não conseguirei mais me relacionar com ninguém, pois me sinto velha e acabada. O que devo fazer para reconstruir minha vida?

EU APRENDI...
Que tenho que abrir minha mente e o coração. Quando me vejo feia e acabada estarei implantado na mente das outras pessoas esta imagem, por conseguinte afastando de mim mesmo toda a possibilidade de reconstruir minha vida. Lembro-me sempre deste dito popular: “sua alma sua palma”. As pessoas me vera da maneira como eu enxergo. Então todo o meu destino já estará traçado com meus próprios pensamentos. Reajo! Vou a luta! Produzo-me! Vou AC cabeleireiro. Dou um presente a dos sentimentos mais asquerosos, é ainda de um grande egoísmo. Ninguém gosta de conviver com alguém sempre de baixo astral. Lembro-me de que minha felicidade só depende de mim e mais ninguém.




EU PERGUNTEI...
Eu amo muito um rapas que mora na minha rua e sinto também que ele gosta de mim. Mas minha religião não permite esse namoro. Só posso namorar um rapaz da minha própria religião. Que devo fazer, pois estou sofrendo demais?

EU APRENDI...
Que deus Deus és um sádico doentio,alem de cruel e desumano. Larguei minha religião. Não tenho medo d ir para o inferno. Tenho certeza de que se existem esse lugar vou encontrar La com certeza hipócrita do meu pastor. Minha felicidade é só minha, não de Deus ou da religião. Se eu não vive-la nenhum deles poderá faze isso por mim. Vou em frente, não serei covarde, enfrentarei a tudo e todos. Eu varei que, no final das contas, que meu amor foi mais abençoado e divinizado do que qualquer preceito religioso que eu seguia. Não sou frustrada, sou plena. Sou eu mesma. E ,mando ao diabo todos falsos moralistas e preconceituosos. Na deixo meu coração se tomada pela segregação religiosa de espécie alguma: esta ai um sentimento anticristão dos mais vistos.


EU APRENDI...
Que não. Mas parei de procura chifre em cabeça de cavalo. A maior parte dos meus temores esta baseada nas coisas que eu enfio em minha cabeça. Na verdade, tais fatos ou impressões não tem o menor fundamento. Olho o carinho e o jeito com que ele me trata. Não existe como fingir companhia, abraço, beijos e atenção. O que acontece é que eu me culpava por ser mais velha. O relacionamento só chega ao fim quando existe a mais fria indiferença. Para também d ficar perguntando a opinião dos assuntos. As vezes, as pessoas não agüentavam ficar me ouvindo falar do mesmo assunto p tempo inteiro e para matar a questão me davam os piores conselhos. Parei também de viver em função do homens. Faço um curso de idiomas, leio bons livros, aprendi a pintar quadros. Faço muitas coisas úteis para mim mesma e vi o quanto feliz eu sou, e parei de viver somente em função dos meus namorados. Isso e o que de fato me atrapalhava.


EU PERGUNTEI....
Minha vida conjuga e um inferno! So não me separo Por causa dos meus filho, por enquanto eles são muitos pequenos. Mas preciso de uma solução, pos vivo muito infeliz. Por favor, mande-me um conselho.

EU APRENDI...
A pergunta o que é pior? Viver eternamente em conflito ou ter um pouco de paz e criar seus filhos fora de um lar tumultuado e em constante desarmônico? Na verdade, o uqe a prende é o medo de sofrer limitações matérias de alguma espécie. Os filhos não são uma desculpas para deixa de viver sua vida e ser feliz . você pode fazer isso mesmo com eles pequenos. O que existe, na realidade, é alguma situação conveniente e de alguma forma para realizar essa felicidade. Pense e medite com profundidade sobre sua situação. Talvez não a aceite de modo consciente, mas ela esta aí. Caos contrario, já teria tomado alguma decisão.


EU APRENDI...
Que não se deve esperar que o casamento culmine sempre em  felicidade, mas sempre entender que se trata de uma etapa cheia de dificuldades oriundas da convivência. Não deveria de modo algum ser visto como um fim, porem como meio. A mídia esta errada ao implantar essa idéia, pois toda novela acaba em casamento ou gravidez, nunca revela um único dia após.

EU PERGUNTEI....
Já faz algum tempo que estou transando com meu namorado, tenho muito medo dos meus pais descobrirem. O que devo fazer?

EU APRENDI...
Ser franca com eles. Abra o jogo. Explique de maneira aberta e pausada. De nada vai adiantar ficar escondendo essa situação. Um dia, eles terão de saber mesmo e o Maximo que podem fazer é aconselhá-la em como se prevenir a gravidez ou doenças sexuas de qualquer tipo. Nunca sufoque sai sexualidade, deixe-a fluir naturalmente, porem com responsabilidade. Ela esta no alicerce da formação de uma personalidade equilibrada e feliz. A representação sobre qualquer forma e vil e destruidora, alem de causa a insanidade e feliz. A repressão espalhando também aos quadro ventos sua intimidade. Ela e so sua, lembre-se de que ficar divulgando as qualidades sexuais de seu namorado para suas amigas, alem da situação chega aos ouvidos de seus pais por boca de terceiros, Elsa vão quere experimentar as qualidades de garotão. A conversa com seus pais deve parti sempre de você. Enfrente seu medo e seja feliz.


EU APRENDI...
Que para aqueles que são preguiçosos e negligentes não há felicidade, tudo na vida tem seu preços. No caso de felicidade, ela requer esforços e trabalho pessoal para torna-se manifestada em sua vida, pois ela nada mais que um estado de espírito.




EU APRENDI...
Que ninguém pode realizar a felicidade do outro, tampouco lhe dar de alguma forma. Quando o individuo fala que recebeu de alguém, usa apenas um recurso lingüístico por falta de expressão. Em realidade, ele receber desce modo, se assim não o fosse ele a perderia para sempre.




EU APRENDI..
Que a felicidade se faz de momento passageiros, não dura para sempre. Quando a percepção do belo se esvai ou se trona mera rotina, a leva consigo. A felicidade, naõ esta onde os olhos a vêem  a .realidade,






EU APRENDI....
Que o homem sempre persegue quatro objetivos básicos na vida:dinheiro, amor saúde e paz de espírito. Normalmente, considera estas como a própria felicidade, por isso dela se perde. Ela é uma interação de várias parte que se sucedem, nunca estabilizada em nenhuma.






EU APREDI...
Que a felicidade é dinâmica e mutável, nunca paralisada. Quando se estagna perde completamente seu sentido,pois tem a natureza de mente humana: sempre transformação e procurando pelo  ideal do belo.








EU APRENDI....
A projetar a felicidade no outro é renega-las ao plano do sentimentos e então optar pelo sofrimento que necessariamente a segue. O outro é sempre um complemento não o fim da felicidade. O amor, a paz, o dinheiro e a saúde são manifestações ultimas deste estado de espírito.






EU APRENDI....
A amar com plenitude e sem apego. Toda a forma de apego faz surgir o conflito e a discordância. Lembre-se do dinamismo e da fluidez da felicidade. Ela é ao inconstante como são os nossos sentimentos e a nossa mente. Essa consciência é por si só transformadora e apazigua toda a ansiedade: uma das piores inimigas da percepção da felicidade.


VOCE QUE JÁ SE BENEFICIOU DOS CURSOS OFERECIDOS PELO
“LAR RECANTO DA VIDA” TESTEMUNHE O QUE APRENDEU.



EU APRENDI...
...que eu não posso exigir o amor de ninguém.posso apenas dar boas razoes para que gostem de mim e ter paciência para que a vida faça o resto;..que não importa o quanto certas coisa são importantes para mim, tem gente que na dá a mínima, e jamais conseguirei convencê-las;...que posso passar por anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.



EU APRENDI ...
...que posso usar meu charme por apenas 15 minutos; depois disso, preciso saber o que estou falando;...que posso fazer algo em um minutos e ter que responder por isso o resto da vida; ...que posso ir alem dos limites que eu proprio me coloquei;...que eu preciso escolher entre meu pensamento ou ser controlado por ele;


EU APRENDI...
...que os homens são pessoas que fazem o que acham que devem fazer o que bem entender naquele momento, independentemente do medo que sentem;..que perdoar exige muita pratica;...que há muita gente que gosta de mim. Mas não consegue expressar isso.




EU APRENDI...
...que,nos momentos mas difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar minha vida;..que eu posso fica furioso, tenho o direito de me irritar,mas não tenho o direito de ser cruel;....que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são imposiveis sera uma tragédia para o mundo convencê-lo disso;





EU APRENDI....
...que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando,e eu tenho que me acostumar com isso;
..que não é o bastante ser perdoado pelos outros; eu preciso perdoar me primeiro;
...que,não importa o quanto meu coração esteja sofrendo o mundo não vai parar por causa disso.



POR RENATA CARDOSO    BAURU SP.































































Nenhum comentário:

Postar um comentário