16 de out de 2012

SUGADORES DE ENERGIA CÓSMICA!!!!

-->




                                      Consciência Cósmica Energia 

Queridos Amigos: 

No fervilhar energético que nos envolve, muitos são os despertares para novas formas de estar e de ser.  Faz-se necessário o estudo, a aquisição (o relembrar) de conhecimentos que nos permitam criar condições, que nos conduzam ao encontro duma supra consciência. 
Uma das facetas mais importantes do conhecimento, é sobre os campos energéticos que nos envolvem e vivificam.  Chi – Ki – Prana – Pneuma – Energia Vital – Ruach – Nwire – todas estas, são denominações para a energia que mantém vivos os nossos corpos desde o mais subtil, ao mais denso.   São cinco as fontes principais onde buscamos, diariamente, o suprimento energético que necessitamos, para levar a cabo todas as actividades que executamos:


1) Energia Cósmica - Vibrações verticais captadas pelos sentidos e pelos receptores de energia.
2) Energia Ancestral - Partícula hereditária transportada nos genes. 
3) Respiração - Energia captada da atmosfera pelas vias respiratórias.
4) Alimentação - energia que retiramos dos alimentos ingeridos. 
O sono é considerado como um tipo de alimento que contribui também para o sustento do organismo. 


5) Vibrações Microcósmicas - ondas horizontais a nível de indivíduos.

No modelo de vida dos tempos actuais, as necessidades energéticas aumentaram, e a qualidade dessa mesma vida diminuiu. Assim, muitos seres não sabem como compensar o estado de deficit energético em que quase sempre se encontram. A agravar os deficits energéticos individuais temos o redemoinho constante do nosso campo emocional, consumidor compulsivo de energia  A bem da nossa harmonia holistica, é fundamental reconhecer e reequilibrar os nossos níveis e necessidades energéticas.Terapias naturais, meditação, Reiki, Yoga, exercícios bio-energéticos, são muitas e diversas as opções, que nos podem servir de apoio a esse fim.  Existe no entanto uma norma que devemos ter sempre presente, a desarmonia é gerada dentro de nós, e é dentro de nós que a harmonia deve ser reposta.  Daí a necessidade sempre presente do auto - conhecimento e do mapeamento frequente das nossas emoções e sentires.  Esta postura, vivenciada com regularidade, protege-nos da dependência e da recorrência constante ao suprimento externo de energia. Que na maior parte dos casos, se dá por absorção das “Vibrações Microcósmicas - ondas horizontais a nível de indivíduos”, ou seja, retiramos energia de outras pessoas.  Esta forma de suprimento energético é recorrente e habitual, no entanto é a menos “saudável”.A energia que absorvemos do cosmos, é energia imanente, ou seja pura, neutra. As energias absorvidas pela alimentação, respiração e pelo sono, são aquilo que queiramos que sejam, é de nossa escolha qualificar esses elementos do nosso viver. Já as energias que absorvemos de outras pessoas, vêm impressas com as cores psíquicas e emocionais do nosso “fornecedor”. O tipo de vibração (que pode ser muito baixa) destas energias, vai “colorir” a nossa Aura nos mesmos tons. A melhor opção é tentar direccionar sempre a nossa atenção para o Cosmos infinito, o Sol, a Terra, o Ar, que amorosamente, suprem em abundância as necessidades energéticas de toda a humanidade. Equilíbrio psíquico e emocional, e o funcionamento pleno do nosso sistema de chacras, permitem-nos, de forma natural e num processo inconsciente, usufruir por estes canais, de toda a energia necessária ao nosso viver. 


Consciência Cósmica – 
Ética e Responsabilidade 

Na procura intensa de respostas aos anseios interiores, na vivencia do “Síndrome do Estrangeiro” (sensação de não pertencermos a esta dimensão), procuramos aconchego, na proximidade de outros seres com as mesmas inquietações. No entanto, ética e responsabilidade se requer e impõe. Ética no “uso” da sinergia fomentada grupalmente. Responsabilidade nos cuidados a ter em trabalhos e iniciativas onde voluntariamente se movimentem energias. 



O nosso pensamento é criativo, a nossa energia é poder. 


Recomendamos sempre, que as pessoas se juntem, se apoiem, partilhem. Em grupos de estudo, de meditação, de assistencialidade, associações, ou outros. Tornaram-se comuns, focos localizados de energia, propiciados por grupos de pessoas com empatia vivencial, que se aglomeram ao redor de uma outra pessoa, considerada “Epicon” (epicentro consciencial). Nestes casos, a responsabilidade é de todos. A assiduidade, o respeito pelas normas, a colaboração, a gratidão, são condições básicas. - O cuidado primordial a ter é de manter o circuito energético em expansão, em doação, seja no nível individual, seja no grupal. Nesta situação, somos acompanhados por Égregoras de Amparadores, que guiam, direccionam, aprimoram o trabalho grupal, tendo como resultado uma expansão de consciência, absorvida, na medida e no nível de crescimento de cada um dos presentes. - Se o foco de trabalho se centra no individualismo egoísta (estar ali para receber, ou com outras intenções), a corrente sinergética torna-se num processo de retro alimentação em circuito fechado. É como estar num local estanque a respirar ar viciado. Nesta situação, absorvemos e emitimos energia carregada com as cores mais densas de todos os presentes, o que leva á abertura de “brechas” na aura comum, com a consequente aproximação de entidades que vibram nessa mesma densidade, e baixo nível vibracional. O que daí advêm é o contrário dos nossos mais elevados propósitos. Já o trabalho e postura do “Epicon”, quando este existe, deve ser de uma ética acrescida “quanto maior o conhecimento, maior a responsabilidade”. - Doação total, nada querer, nada desejar, não ter qualquer interesse material, egóico, poder manipulativo, ou outro, que seja subliminar á sua participação. Estas devem ser as características, já integradas, de alguém que, por experiencias e vivencias, se entrega ao serviço de ser o aglutinador de um grupo de pessoas. No global, e nestas condições que se traduzem simplesmente por  “Amor Incondicional”, o trabalho e a interacção é de louvar e encetar, pois é no seio de um grupo que encontramos as condições para aprimorar e limar o nosso cristal interno.


Consciência Cósmica – 
Veracidade 

Veracidade, significa que, mais que dizer a verdade é viver em verdade. Nestes maravilhosos, e cada vez mais actuantes Tempos de Mudança, as escolhas são necessárias. Estas, podem ser feitas por acção, por inacção, ou por reacção. Na expansão de consciência ou caminho espiritual, seja qual seja o “prumo” pelo qual te guies, reconhece-o, aceita-o, partilha-o. Por inúmeras vezes e pelas mais diversas formas, temos falado de gratidão. Gratidão é o coroar de um processo de aprendizado – sempre que exprimimos um sentimento de gratidão, o Universo reconhece o grau de maestria da nossa consciência – e essa aferição confere-nos o passaporte para nova prova, num mais elevado patamar de consciência. Queridos Amigos, a gratidão que tanto referimos, é algo mais alem de qualquer tipo de agradecimento…é compreender, aceitar, amar, a vivencia que se nos apresenta, seja esta doce, ou amarga, pois cada uma no seu timbre, é a nota certa, na pauta que é a nossa vida. Gratidão é também, o assumir as nossas escolhas e opções, o viver e actuar, em veracidade. 


Neste despertar colectivo, duas facetas sobressaem:

- Em muitos Seres , que em entrega e pureza de coração expõem o seu sentir, o seu caminhar, reconhecemos a plena gratidão. 
- Em muitos outros Seres, que numa espécie de clandestinidade tentam fazer percursos, reconhecemos ainda, o medo. Por motivações diferentes, revive-se, nos tempos do agora, o obscurantismo da idade média, quando as pessoas ocultavam e renegavam, estudos, pesquisas, descobertas, vivencias, diante dos seus pares. No local de trabalho, no meio social, e até na família, nega-se o Cristo interior, como fez Pedro numa fria madrugada da longínqua Jerusalém…



Meus queridos, apenas a veracidade pessoal, nos conduz á veracidade cósmica. 


“Sempre que houver alternativas, tenha cuidado! Não opte pelo conveniente, pelo confortável, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso. Opte pelo que faz o seu coração vibrar. Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências.” E. Cavalcantti” 

No contexto do nosso caminhar, a veracidade é a luz da razão. 

Paz, Luz, e Veracidade 







COMO NEUTRALIZAR UM SUGADOR DE ENERGIA 
por Eliana Kruschewsky - 

1) O que é um "sugador de energia"? 

Por sermos um complexo energético, estamos sujeitos a interações com várias dimensões de energias que podem ocasionar assimilação ou perda de energia. 

Sugador energético é o ato de sugar energias de pessoas, animais, plantas, etc. São muitos os fatores que possibilitam este processo: carências afetivas, sexuais, financeiras, intelectuais, etc. 

Todos nós possuímos necessidade de uma carga energética vital para nutrir nossos corpos físico e espiritual. À medida que gastamos a carga energética vital, ela deve ser reposta através dos mecanismos naturais de recomposição (respiração, alimentação, absorção do fluido cósmico universal e fluidos vitais através dos chackras). 

A reposição desta carga energética vital, na quantidade mínima que necessitamos para manter a vida, depende de vários fatores, tais como: o modo de vida, o meio, a qualidade dos pensamentos, dos sentimentos, das sensações. 

Uma parte da energia que precisamos, obtemos através da alimentação (cerca de 10%). Outra parte , através da respiração ( cerca de 20%), mas a maior parte de energia que precisamos é vem através do fluido cósmico universal (cerca de 70%). 

Um sugador de energia, vampiro energético ou energyvamp é uma pessoa que tem necessidade de energia vital cósmica e não consegue absorvê-la naturalmente. Por um mecanismo vibracional, de freqüência vibracional, o sugador se aproxima de pessoas que têm boa carga de energia vital. 

Quando nos aproximamos de outra pessoa sempre ocorrerá uma simbiose energética, por isto estamos permanentemente trocando energias com outras pessoas tanto com as que vivem em nossa casa, no ambiente de trabalho e em locais públicos. Assim se estabelece os mais variados tipos de combinações energéticas que influenciando o campo energético um do outro. 

Quando em contato com um sugador de energia, este praticamente não terá energia para trocar, assim absorvem a energia do outro e, por estarem debilitados, metabolizam e consomem toda energia absorvida e não sobra nada para retornarem a outra pessoa. E toda energia que o sugador absorver será metabolizada e consumida pelos seus organismos físico e espiritual, ou seja, irá absorver muito mais do que emitir, causando assim um déficit energético na outra pessoa. 



2) Como identificá-los? 

Pessoas físicas e psicologicamente sadias e equilibradas nutrem-se, diretamente , nas fontes naturais de energia. Mas as pessoas desequilibradas, que por terem perdido o contato com sua própria natureza interna mais profunda, perderam também a capacidade de absorver e processar o alimento energético natural, precisam para sobreviver, por em prática uma hábito ou vício: sugar a energia vital de outras pessoas o que as torna um SUGADOR DE ENERGIA. 

As características de um sugador, são muitas , mas a principal e da qual todas as demais derivam, é o egocentrismo. Quanto mais a pessoa estiver voltada a si mesma, concentrada em si mesma, mas ela terá dificuldade para estabelecer contato com fontes naturais de nutrição energética e maior será a tendência para sugar energia vital dos outros. 

O egocentrismo é o resultado de um processo que pode ter início na infância, pós - trauma de perdas ou até oriundo de outras vidas. Não podemos descartar a possibilidade do meio em que convive também, pois existem certos comportamentos condicionantes que "viciam" a pessoa a se tornar um necessitado energético. 

Não é uma tarefa fácil identificar um sugador de energia, até porque a maioria deles têm um laço afetivo com a vitima. Inclusive este grau de afetividade é um caminho mais rápido de se constituir um sugador de energia, pois por afetividade doamos mais energia com maior constância para alguém em déficit e assim o outro se vicia em nossa energia. Na verdade só existe sugador se existir os que se dispõem a serem sugados. 

Podemos definir algumas características e tipos de sugadores: 

1- O ESPECULADOR- são pessoas que fazem perguntas para sondar o mundo da outra pessoa, com propósito de descobrir alguma coisa errada. Assim que fazem isto, criticam este aspecto da vida do outro e se esta estratégia der certo a pessoa criticada é vampirizada, passando dar atenção às críticas e cria-se um vínculo simbiótico e o criticado passa a transmitir energia para o sugador. 

2- O COITADINHO- é uma pessoa que conta muitas coisas horríveis que aconteceu com ele e insinua que todos são responsáveis pela situação que se encontra, menos ele, é claro. Esta pessoa está tentando envolver você por um sentimento de pena e de forma passiva começa a sugar energia do outro. Geralmente encontra-se este sugador dentro da família, ele sempre quer demonstrar que a outra pessoa não está fazendo o bastante para ajudá-lo e o outro se sente culpado só de estar perto dela. 

3- O INTIMIDADOR - Geralmente são pessoas que chegam na vida do outro como se fosse o "salvador da pátria", aquele que se importou pelo outro em um certo momento de fragilidade. Este tipo de sugador se mostra forte e começa a orientar o outro com atitudes de manipulação com objetivo de manter o outro preso a ele. Este é o mais comum e perigoso, pois geralmente são manipuladores conscientes. Na verdade ele precisa de energia de suas presas, então as manipula para que o outro tenha receio de se afastar. Este tipo de sugador chega ao extremo da ameaça de agressividade ou ameaça de abandono. O sugado passa a achar que sem o sugador, ele não vive. A pessoa sugada começa a dar importância a este tipo de padrão vibracional como uma simbiose e assim o sugador atinge seu objetivo, pois o agredido passa a transmitir energia pra ele através de mágoas, rancor, ódio, pois combater a ameaça ou agressão com agressão passamos a ser vampirizados, baixando assim nosso padrão energético saudável levando a estágios de depressão, síndrome do pânico, reclusão social até a casos de morte energética e física. 

Geralmente uma forma de identificarmos um sugador é através da violência, agressividade, das críticas em tudo, que reclamam de tudo, que se queixam de tudo, por serem estas atitudes, formas de sugar energias das outras pessoas. Por não conseguirem se ligar a energia cósmica, porque não se moralizam, não largam seus vícios, não mudam seu comportamento egoístico, encontram nestas formas de ser, o meio de sugar energias dos outros. 

3) Como fugir deles? 

Ninguém nasce um sugador de energia, mas pode se tornar um deles muito facilmente. Todos nós , por um lado, somos naturalmente dotados de mecanismos de defesa contra perda de energia vital, mas quando perdemos a posse e controle de nosso centro de gravidade, quando por estresse, cansaço, tristeza, depressão, mania, frustração, neurose e projetamos para fora de nós mesmos, alteramos e debilitamos a estrutura do corpo sutil, tornando-o permeáveis a invasores. É uma questão de padrão vibracional. Assim nos tornamos presas fáceis dos sugadores de energias, porque aceitamos suas provocações com facilidade e isto nos vincula a eles. 

Não há necessidade de se afastar fisicamente do sugador de energia, até porque a maioria deles se encontra em nossa família, circulo de amizade e até nos relacionamentos afetivos. Mas podemos nos proteger deles, mudando nosso padrão vibracional para que a sincronicidade (simbiose) energética se rompa. As relações podem continuar se assim consegurimos romper o ciclo e o sugador pode continuar um sugador, mas não de nossa energia. 

A melhor forma de nos defendermos deles é identificá-lo, geralmente isto acontece um bom tempo depois que percebemos que há algo errado. Imaginemos que nosso campo vibracional de energias sutis possui centros de entrada e saída de energias, conhecidos como chackras. É através dos chackras que regulamos a nossa energia, é por eles que nos alimentamos de energia vital cósmica. Não existe um limite para para quantidade máxima de cargas energéticas. Quanto mais, melhor, teremos mais vida ativa. Mas a principal defesa está em observarmos nosso sentimentos. O fluido cósmico vital é absorvido por todos os centros de força, porem os chackras são so responsávei spara transformar o fluido cósmico em fluido vital e direcioná-lo para o organismo de acordo com os sentimentos da pessoa. 

Quando temos bons sentimentos estamos sempre com nosso flido vital no máximo, quando alteramos estes bons sentimentos em maus , ficamos no nível intermediário. Quando a maior parte do tempo cultivamos maus sentimentos o nosso nível de fluido vital fica no nível mínimo, nos tornando presas fáceis para os sugadores. Logo não existem sugadores sem existir os que se propõem a serem sugados. 

Existem pessoas que têm a facilidade de ter vários sugadores de energia, porém o sugador de energia elege só um vítima por vez até que ela se liberte ou perca toda sua energia vital, daí o sugador procura a próxima vítima. Isto por que, drenar energia de uma pessoa fraca e doente causa danos para o sugador, logo ele só suga de quem tem boa energia



4) Como não se tornar uma "sugadora de energia"? 

Para não nos tornarmos um sugador de energia precisamos observar alguns aspectos abaixo: 

1- Observe as mudanças de humor drásticas que dependem do nível de sua energia pessoal e pode ir rapidamente de um estado de excesso de energia, feliz, bem disposta saudável para o extremo depressivo. As pessoas que têm esta tendência , precisam procurar uma ajuda terapêutica para se entender melhor, porque a pessoas, muitas vezes não percebem que está com certos comportamentos, mas sente esta oscilação. 

2- Observar seus estados de flutuação como depressão e baixa de energia que faz com que se procure alguém que tenha pena dela ou que cuide dela a colocando "no colo", na verdade são estágios pós traumas ou perdas que fazem pessoas dependentes emocionalmente. 

3- O sugador pode sugar energia de tudo e de todos que esteja ao seu redor, até que sua energia pessoal esteja estabilizada. Isto pode ser percebido quando a pessoa sente necessidade de estar sempre perto de alguém específico, geralmente o sugador tem sua própria vitima exclusiva e não quer dividi-la com ninguém , então ela cria mecanismos simbióticos. Cuida disto , tentando elevar seu padrão vibracional através do reconhecimento de seus próprios valores. Procure ter satisfação por tua vida. 

4- O sugador tem preferência pela existência noturna, às vezes uma reação ou aversão à luz. Outros casos ele procura ajuda espiritual em vários segmentos diferentes, de linha diferente de trabalhos. A maioria passa um tempo trocando de segmentos religioso, espiritual ou filosófico pelo simples fato de querer se afastar de algo que venha a estabilizar sua energia. Logo, se mantenha em uma linha de ajuda seja terapêutica, espiritualista, religiosa até que se sinta fortalecido, conectado com a energia cósmica vital, pois o caminho para não precisarmos sugar energia de ninguém é nos mantermos conscientes do divino em nós e buscarmos formas de reforçar isto em nós. Só assim poderemos nos sentir nutridos de boas energias, pensamentos e sentimentos saudáveis e libertadores. 

Quando começamos a apreciar a beleza, admirar detalhes e prestar atenção nas coisas, nas pessoas, passamos a contemplar o princípio da emoção do amor. E quando chegamos a um nível em que sentimos as energias de amor vindo de outras pessoas, poderemos mandar a energia de volta, agregadaa com nosso amor, é só desejar. Ninguém sentirá mais fraco por isto porque estaremos recebendo mais energia de uma fonte inesgotável, que é o cosmos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário