3 de dez de 2012

VIRTUDES PROFISSIONAIS.


INSTITUTO RENATA CARDOSO BAURU SP.



VIRTUDES PROFISSIONAIS



Não obstante os deveres de um profissional, que são obrigatórios, devem ser levadas em conta as qualidades pessoais que também concorrem para o enriquecimento de sua atuação profissional, algumas delas facilitando o exercício da profissão.
Muitas destas qualidades poderão ser adquiridas com esforço e boa vontade, aumentando, neste caso, o mérito da profissional que, no decorrer da sua atividade profissional, consegue incorpora-las à sua personalidade, procurando vivenciá-las ao lado dos deveres profissionais.
Em recente artigo publicado na revista EXAME, o consultor dinamarquês Clauss MOLLER (1996, p.103-104) faz uma associação entre as virtudes lealdade, responsabilidade e iniciativa como humanos. Segundo Clauss Moller, o futuro de uma carreira depende dessas virtudes.
Vejamos:
“O senso de responsabilidade é a elemento fundamental da empregabilidade. Sem responsabilidade a pessoa não pode demonstrar lealdade, nem espírito de iniciativa [...]. Uma pessoa que se sinta responsável pelos resultados da equipe terá maior probabilidade de agir de maneira mais favorável aos interesses da equipe e de seus clientes, dentro e fora da organização [...]. A consciência de que se possui uma influência real constitui uma experiência pessoal muito importante”.
É algo que fortalece a auto-estima de cada pessoa. Só pessoas que tenham a auto-estima e um sentimento de poder próprio são capazes de assumir responsabilidade. Elas sentem um sentido na vida, alcançando metas sobre as quais concordam previamente e pelas quais assumiram responsabilidade real de maneira consciente.
As pessoas que optam por não assumir responsabilidades podem ter dificuldades em encontrar significado em suas vidas. Seu comportamento é regido pelas recompensas e sanções de outras pessoas – chefes e pares [...]. Pessoas desse tipo jamais serão boas integrantes de equipes”.
Prosseguimos citando a virtude da lealdade:
“A lealdade é o segundo dos três principais elementos que compõe a empregabilidade. Um funcionário leal se alegra quando a organização  ou o seu departamento  é bem sucedido, defende a organização, tomando medidas concretas quando ela é ameaçada , tem orgulho de fazer parte da organização , fala positivamente sobre ela e a defende contra críticas.
Lealdade não quer dizer necessariamente fazer o que a pessoa ou a organização à qual você quer ser fiel quer que você faça.
Lealdade não é sinônimo de obediência cega. Lealdade significa fazer críticas construtivas, mas mantê-las dentro do âmbito da organização. Significa agir com a convicção de que seu comportamento vai promover os legítimos interesses da organização. Assim, ser leal às vezes pode significar a recusa em fazer algo que você acha que poderá prejudicar a organização, a equipe de funcionários.
No Reino Unido, por exemplo, essa idéia é expressa pelo termo “Oposição Leal a Sua Majestade”.Em outras palavras, é perfeitamente possível ser leal a Sua Majestade – e mesmo assim fazer parte da oposição. Do mesmo modo é possível ser leal a uma organização ou a uma equipe mesmo que você discorde dos métodos usados para se alcançar determinados objetivos. Na verdade, seria desleal deixar de expressar o sentimento de que algo está errado se é isso que você sente.
As virtudes da responsabilidade e da lealdade são completadas por uma terceira: a iniciativa, capaz de colocá-las em movimento.
Tomar a iniciativa de fazer algo  no interesse da organização significa  ao mesmo tempo, demonstrar lealdade  pela organização. Em um contexto de  empregabilidade, tomar iniciativas não quer dizer apenas iniciar um projeto no interesse da organização ou da equipe, mas também assumir responsabilidade por sua complementação  e implementação”.
Gostaríamos ainda de acrescentar outras qualidades que consideramos importantes no exercício de uma profissão. São elas:
Honestidade:
A honestidade está relacionada com a confiança que nos é depositada, com a responsabilidade perante o bem de terceiros e a manutenção de seus direitos.
É muito fácil encontrar a falta de honestidade quando existe a fascinação pelos lucros, privilégios e benefícios fáceis, pelo enriquecimento ilícito em cargos que outorgam autoridade  e que têm a confiança coletiva  de uma coletividade.
Já ARISTÓTELES (1992, P.75) EM SUA “Ética a Nicômanos”, analisava a questão da honestidade.
“Outras pessoas que excedem no sentido de obter qualquer coisa e de qualquer fonte – por exemplo, os que fazem negócios sórdidos, os proxenetas e demais pessoas desse tipo, bem como os usuários que emprestam pequenas importâncias a juros altos. Todas as pessoas deste tipo obtêm mais do que merecem, e de fontes erradas. O que já de comum entre elas é obviamente uma ganância  sórdida e todas  carregam um aviltante por causa do ganho  - de um pequeno ganho, aliás. Com efeito, aquelas pessoas que ganham muito em fontes  erradas, e cujos ganhos não são justos, por exemplo, os tiranos quando saqueiam cidades e roubam  templos, não chamados de avarentos, mas de maus, ímpios e injustos”.
São inúmeros os exemplos de falta de honestidade no exercício de uma profissão. Um psicanalista, abusando de sua profissão para induzir um paciente a cometer adultério está sendo desonesto. Um contabilista que para conseguir aumentos de honorários, retém os livros de um comerciante, está sendo desonesto.
A honestidade é a primeira virtude no campo profissional. É um princípio que não admite relatividade, tolerância ou interpretações circunstanciais.
Sigilo:
O respeito aos segredos das pessoas, negócios e empresas deve ser desenvolvido na formação de futuros profissionais, pois trata-se de algo muito importante. Uma informação sigilosa é algo que nos é confiado e cuja preservação de silêncio é obrigatória.
Revelar detalhes, ou mesmo frívolas ocorrências dos locais de trabalho, em geral, nada interessa a terceiros, e ainda existe o agravante de que planos e projetos de uma empresa ainda não colocados em prática possam ser copiados e colocados no mercado pela concorrência antes que a empresa que os concebeu tenha tido oportunidade de lança-los.
Documentos, registros contábeis, planos de marketing, pesquisas científicas, hábitos pessoais, dentre outros, devem ser mantidos em sigilo, e sua revelação pode representar sérios problemas para a empresa ou para os clientes do profissional.
Competência:
Competência, sob o ponto de vista funcional, é o exercício de conhecimento de forma adequada e persistente a um trabalho ou profissão. Devemos busca-la sempre. “A função de um citarista é tocar cítara, e a de um bom citarista é tocá-la bem”. (Aristóteles, p.24).
É de extrema importância a busca da competência profissional em qualquer área de atuação. Recursos humanos devem ser incentivados a buscar sua competência e maestria através do aprimoramento contínuo de suas habilidades e conhecimentos.

O conhecimento da ciência, da tecnologia e das técnicas e práticas profissionais é pré-requisitado para a prestação de serviços  de boa qualidade.
Nem sempre é possível acumular todo o conhecimento exigido  por determinada  tarefa, mas é necessário que se tenha a postura ética de recusar serviços quando não se tem a devida capacidade para executa-lo.
Pacientes que morrem ou ficam aleijados por incompetência médica, causas que são perdidas pela incompetência de advogados, prédios que desabam por erros de cálculo em engenharia, são apenas alguns exemplos de quanto se deve investir na busca da competência.
Prudência:
Todo trabalho, para ser executado, exige muita segurança.
A prudência, fazendo com que o profissional analise situações complexas e difíceis com mais facilidade e de forma mais profunda e minuciosa, contribui para a maior segurança, principalmente das decisões a serem tomadas.A prudência é indispensável  nos casos de decisões a serem tomadas. A prudência é indispensável nos casos de decisões sérias  e graves, pois evita os julgamentos apressados  e as lutas ou discussões inúteis.
Coragem:
Todo profissional precisa ter coragem, pois “o homem que evita e teme a tudo, não enfrenta coisa alguma, torna-se um covarde” (Aristóteles, p.37).
A coragem nos ajuda a reagir às críticas, quando injustas, e a nos  defendermos dignamente quando estamos cônscios de nosso dever. Nos ajuda também a não termos medo de defender a verdade e a justiça, principalmente quando estas forem de real interesse para outrem, ou para o bem comum. Termos que ter coragem para tomar decisões indispensáveis  e importantes para a eficiência do trabalho, sem levar em conta possíveis atitudes  ou atos de desagrado dos chefes ou colegas.
Perseverança:
Qualidade difícil de ser encontrada, mas necessária, pois todo trabalho está sujeito a incompreensões, insucessos, e fracassos que precisam ser superados, prosseguindo o profissional em seu trabalho, sem se entregar a decepções ou mágoas. É louvável a perseverança dos profissionais que precisam enfrentar os problemas do subdesenvolvimento.
Compreensão:
Qualidade que ajuda muito um profissional, porque é bem aceito pelos que dele dependem, em termos de trabalho, facilitando a aproximação e o diálogo, tão importante no relacionamento profissional. É bom, porém, não confundir compreensão com fraqueza, para que o profissional não se deixe levar por opiniões ou atitudes nem sempre válidas para a eficiência do seu trabalho, e para que não se percam os verdadeiros objetivos a serem alcançados pela profissão.
Vê-se que a compreensão precisa ser condicionada, muitas vezes, pela prudência. A compreensão que se traduz principalmente em calor humano pode realizar muito em benefício de uma atividade profissional, devendo ser convenientemente dosada.
Humildade:
O profissional precisa ter humildade suficiente para admitir que não é dono da verdade, e que o bom senso e a inteligência são propriedades de um grande número de pessoas.
Representa a auto-análise que todo profissional deve praticar em função de sua atividade profissional, a fim de reconhecer melhor suas limitações, buscando a colaboração de outros profissionais mais capazes e se dispor a aprender coisas novas, numa busca constante de aperfeiçoamento. Humildade é uma qualidade que carece de melhor interpretação, dada a sua importância, pois muitos a confundem com subserviência, dependência – quase sempre lhe é atribuído um sentido depreciativo. Como exemplo, houve-se freqüentemente a respeito determinadas pessoas frases como estas: Fulano é muito humilde, coitado! Humildade está significando nesta frase, pessoa carente, que aceita qualquer coisa, dependente e até infeliz.  Conceito errôneo que precisa ser superado, para que a Humildade definitivamente a sua autenticidade.
Imparcialidade:
É uma qualidade tão importante, que assume as características do dever, pois se destina a se contrapor aos preconceitos, a reagir contra os mitos (em nossa época dinheiro, técnica, sexo,...), e a defender os verdadeiros valores sociais e éticos, assumindo principalmente uma posição justa nas situações que terá que enfrentar. Para ser justo é preciso ser imparcial, logo a justiça depende muito da imparcialidade.
Otimismo:
Em face das perspectivas das sociedades modernas, o profissional precisa e deve ser otimista para acreditar na capacidade de realização da pessoa humana e no poder do desenvolvimento, enfrentando o futuro com energia e bom-humor.

CODIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL
Cabe sempre, quando se fala em virtudes profissionais, mencionarmos a existência dos códigos de ética profissional.
As relações de valor que existem entre o ideal moral traçado e os diversos campos da conduta humana podem ser reunidas em um instrumento regulador.
É uma espécie de contrato de classe, e os órgãos de fiscalização do exercício da profissão passam a controlar a execução de tal peça magna.
Tudo deriva, pois, de critérios de condutas de um indivíduo perante seu grupo e o todo social. Tem como base as virtudes que devem ser exigíveis e respeitadas no exercício da profissão , abrangendo relacionamento com usuários, colegas de profissão, classe e sociedade. O interessante no cumprimento do aludido código passa, entretanto, a ser de todos. O exercício de uma virtude obrigatória torna-se exigível de cada profissional, como se fosse uma lei, mas com proveito geral.
Cria-se necessidade de uma mentalidade ética e de uma educação pertinente que conduza à vontade de agir, de acordo com o estabelecimento. Essa disciplina da atividade é antiga, já encontrada nas provas históricas mais remota e é uma tendência natural na vida das comunidades.
 É inequívoco que o ser tenha sua individualidade e sua forma de realizar seu trabalho, mas também a norma  comportamental deve reger a prática profissional no que concerne à sua conduta em relação a seus semelhantes.
Toda comunidade possui elementos qualificados, e alguns que transgridem a prática das virtudes; seria utópico admitir uniformidade de conduta.
A disciplina, entretanto, através de um contrato de atitudes, deveres e estados de consciência, e que deve formar um código de ética. Tem sido a solução, notadamente nas classes profissionais que são egressas de cursos universitários (contadores, médicos, advogados, etc).
Uma ordem deve existir para que se consiga eliminar conflitos, e especialmente evitar que se macule o bom nome e o conceito social de uma categoria.
Se muitos exercem a mesma profissão, é preciso que ocorra uma disciplina de conduta.

 Renata Cardoso




Equilíbrio e crescimento

Pessoal e Profissional – 1



Programação Neurolingüística

Com a Profª. Renata Cardoso


            O portador desta carteira possui um controle  regido pelo Estatuto da Ética e Disciplina do qual é cadastrado sob nº _____________________  no Lar “Recanto da Vida”.
            Em caso de mal comportamento nas relações humanas poderá ser excluído do grupo por ser indisciplinado.


1º - Quero ser um vencedor.
2º - Desenvolvo  meu potencial humano.
3º - Quero sempre uma melhor qualidade de “vida”.

Até meus 28 anos preciso aprender.

·        Como conquistar o equilíbrio físico, mental e emocional.
·        Como desenvolver a minha auto-estima e autoconfiança e ser um vencedor.
·        Como melhorar meus hábitos alimentares.
·        Como despertar o meu poder de persuasão e influência com as pessoas.
·        Como definir estratégias de sucesso para minha vida pessoal e profissional.
·        Como utilizar o poder infinito da minha mente.
·        Como ter paz, equilíbrio e viver em harmonia.


Filosofia do Lar “Recanto da Vida”


“A vida que nos leva é a vida que levamos”.


Apresentação

            Com reconhecimento internacional, Renata Cardoso é Terapeuta Holística e Orientadora Espiritual em desenvolvimento do Potencial Humano.
Estuda tradição chinesa, sabedoria milenar.
Desenvolve pesquisas em hospitais de redes públicas com doentes acometidos por doenças crônicas.
É especialista em terapias de conforto.
Está entre as mais requisitadas palestrantes e consultoras da atualidade.

           

Poder Mental


Amplie a sua força interior.

Equilíbrio e Harmonia


Corpo e “Alma”

 Consultoria e Treinamento com
 Profª. Renata Cardoso




ESCLARECIMENTO.




  Tem este ofício a finalidade de realizar alguns esclarecimentos em relação a procedimentos adotados por esta terapeuta no Instituto de Pesquisas Estéticas a Pacientes Oncológicos de Bauru como forma de demonstrar que nosso trabalho é um aliado ao tratamento ministrado pela medicina convencional (alopatia). Temos encontrado resistência  por parte de quem desconhece a fitoterapia (florais em sucos ) e acaba gerando polêmica e discussão sobre a ingestão  destes produtos que são fitoterápicos (à base de plantas naturais), que nós recomendamos e nós propusemos a fornecer gratuitamente aos pacientes em tratamento de Quimioterapia ou Radioterapia, no combate à depressão com ansiedade e insônia e na desintoxicação destes organismos. Esclarecemos, que são produtos naturais baseado na Astrologia Médica de acordo com a data e hora de nascimento de cada pessoa. Os florais podem, em princípio, causar desconforto ao paciente até sua adaptação, o que ocorre às pessoas sensíveis ao amargo das sementes das frutas que envolve o produto natural. Portanto, somente é recomendado as pessoas que se submetem a Anamnésia Astrológica e aí então de acordo com o seu perfil, ou seja, atitudes, palavras, pensamentos, sentimentos maldosos e negativos que esteja bloqueando a passagem de luz nos elétrons que compõem o corpo físico e supra físicos, são dados como causa da doença da alma (depressão e ansiedade). A doença física é a cristalização das posturas errôneas de nossa personalidade, é um distúrbio energético  que tem seu início em um de nossos  corpos supra físicos: étnico, emocional ou mental. Estas posturas vão contra toda divindade interna do ser humano. Nossos florais, ainda na sua maioria, são preparados artesanalmente sem aditivos químicos a base de água da fonte, de flores, ervas, raízes, frutas e conservantes completamente naturais. Eles não são medicamentos, não substituem os remédios recomendados pelo médico ou pela medicina tradicional e nem o tratamento psicológico em pacientes com problemas. Portanto, estes florais somente possuem efeitos positivos quando o tratamento é ambulatorial, com aplicação de outros rituais terapêuticos holísticos. Exemplos: Hipnose, PNL e principalmente a Iridologia Psicossomática, estudo através da íris do olho do paciente. Sem estes rituais holísticos não são recomendados e poderão não fazer efeito algum no tratamento dos chacras de nossos pacientes; o único inconveniente é a dependência que o paciente passa em sua fase dos 5 meses de ter que diariamente comparecer de corpo presente para o terapeuta analisar o qual é sua necessidade, o que já não ocorre com a medicina convencional que o médico  prescreve e paciente faz sozinho o tratamento em casa.
         É de fundamental importância a destacar que não obrigamos os pacientes ou induzimos a tal para que tenha como obrigação de tomar os florais, naqueles que surtem efeitos psicológicos com benefício para uma melhor qualidade de vida, acabam por criar um hábito no seu dia-a-dia, confundindo-o até como um vício.
         Reafirmamos que nosso trabalho não substitui o tratamento com os medicamentos médicos convencionais, até porque não vendemos falsas esperanças e nem “milagres”. Eles somente tem o objetivo de ser um complemento ao tratamento realizado pelo médico. Temos uma equipe multidisciplinar que visa oferecer ao paciente oportunidade para que resgate sua segurança, visando o equilíbrio, harmonia e uma melhora no nível de auto-estima, que é abalada com os efeitos colaterais da quimioterapia, radioterapia e outros tratamentos médicos  necessários para o combate à doença. Muito mais do que cuidarmos da “aparência terapêutica dos pacientes que recorrem ao “Lar Recanto da Vida”, nossa equipe de profissionais devidamente registrados nos conselhos de suas categorias preocupa-se também com a alimentação, estresse, as emoções, nos processos psicológicos, o físico e a família do paciente, bem como seu convívio social, etc. Porém, cada floral é específico e único até porque cada pessoa reage de forma diferente frente a uma mesma situação.
         Esclarecemos que todos os trabalhos realizados são através do paradigma holístico e atuamos através de  abordagens alternativas, nas quais as plantas são chamadas de “remédios para a alma”, pois interagem nos aspectos emocionais como medo, dificuldades de relaxamento, irritação, etc. Estas atuam nos chamados corpos sutis, que formam a anatomia humana. A partir da assinatura de cada planta, estas entram em ressonância com os estados emocionais, para que os seres humanos possam enfrentar suas dificuldades. É mais uma vez importante destacar que esses florais, raízes ou plantas são doadas e não são remédios, pois não contém produtos químicos ou assemelhados , podendo ser submetidos a uma análise revelando assim a presença de água e ervas inofensivas à saúde humana como já foi analisado como copia anexo.
         Como Terapeuta Holística há 25 anos, utilizo dessas ervas que já foram submetidas a pesquisas, sendo estas compostas de um campo vibracional. Posso garantir que cada erva compõe um grupo de instrumentos que integram a grande orquestra da vida em busca da harmonia e do equilíbrio.
         Gostaria  de ressaltar que já recebi inúmeras propostas de representantes de “milagres” para regulamentar e tornar comum minhas Receitas como para mim não existem estudos que comprovem a eficiência desses produtos sem os rituais terapêuticos a nível ambulatória desses produtos como formas (milagrosas) optamos por continuar com nossa filosofia de 25 anos atrás. Portanto, não oferecemos qualquer garantia , mas achamos que a esperança é uma atitude acertada a se tomar em relação à incerteza. A minha linha de trabalho é profissional e  ética, assim como acredito que todas pessoas. Devem conhecer o que não vê e aprender a confiar em quem se conhece.
         Assim nos colocamos a disposição para maiores esclarecimentos e convidamos para uma visita à sede de nosso Instituto e no “Lar Recanto da Vida”, que visa o bem-estar do paciente tratando-os com dignidade.
          

“Sem energia ficamos doentes do corpo.
E sem alegria, doentes da alma”.

Viver com mais energia e alegria é a filosofia do
 “Lar Recanto da Vida”.



Atenciosamente

     
        Profª. Renata Cardoso 







Floral

Memorizador...
Anti Stresss...
Anti Depressivo...

Por que tomar este suco?
Por que tenho que adivinhar o sabor da semente desta fruta?
Por que conforme o dia e o mês muda a cor do suco?
Que segredo tem dentro deste suco, que conforme o dia ele reage de forma tão
Diferente?
Que polêmico suco é este?

         Muito prazer, meu nome é Renata Cardoso. Sou Naturóloga e Psicoterapeuta Holística como já diz a profissão: naturalista ou seja, acreditamos nas plantas tudo que é natural, o que Deus nos deixou.
         Há 15 anos preparo e utilizo com bons resultados estes florais que considero um grande aliado para fortalecer nossa alma. É importante ressaltar que os mesmos já foram submetidos a análise (vide anexo) por pesquisa em grandes laboratórios.

         Quero ressaltar que, de acordo com a Iridologia (íris do olho), o floral é preparado de acordo com a necessidade de cada ser humano. Nosso objetivo é esclarecer que o floral não está à venda e sua comercialização é proibida; portanto, só pode ser consumido à nível ambulatorial. Isto tudo é para deixar claro a você, ao seu médico e à outras pessoas que são leigas no assunto, que não lucramos ou inferimos ética profissional ou a qualquer ato que venha ferir ou prejudicar nossos amigos e pacientes conforme Juramento Profissional  que diz:
         “De acordo com nossa pesquisa, estes florais sucos tem como finalidade:
diminuir o estresse, a ansiedade, a depressão e o cansaço físico, melhorando a memória e estabilizando o indivíduo emocionalmente, fora os outros benefícios, como uma  melhora na qualidade da pele, deixando a pessoa sempre com o aspecto mais jovem. Quem não quer melhorar tudo isso?

Como tudo começou.

         Tudo começou quando recebia no consultório pessoas desesperadas e intoxicadas pelas drogas alopáticas. Vinham em busca de algo que amenizasse ou solucionasse, com algo natural.
         O acervo de medicamentos receitados por médicos, mais precisamente psiquiatras, são os anti-depressivos, soníferos, etc.
         A Fitoterapia dispõe de inúmeras plantas que comprovadas cientificamente fornecem índices altamente satisfatórios quando indicados por profissionais para tal.
         Ginca-Giloba –  Erva de São João – Pó de Guaraná – Melissa em conjunto com sementes das frutas mais especificamente a do mamão tem por sua vez demonstrado bons resultados não somente no estado físico, mas também no mental.
         Após Profª. Renata Cardoso utilizar por mais de 20 anos estes florais que iniciaram-se na época supervisionados pela Dr.ª Cristina Trindade Bianconcini, Farmacêutica e Bioquímica habilitada e competentíssima profissional, a qual deu-nos todo o respaldo e orientação sobre causas e efeitos, passamos a oferecer, a partir de  1996, a quem o quisesse tomar em nossa clínica.
Isto tudo tem demonstrado sua grande eficácia desintoxicando muitas pessoas e ajudando a se livrarem dos calmantes e anti-depressivos. É importante ressaltar que as doenças que chamamos de doenças da alma são as psicossomáticas; portanto, é preciso de avaliação.
A pesquisa mostrou-nos que aqueles que se adaptam ao floral suco da felicidade consegue mais paz de espírito. Diminuíram as doenças até 40%, além da normalização das células, pressão sangüínea e aumento do vigor muscular. Melhorou também a potência sexual, as funções respiratórias e o desaparecimento da depressão e ansiedade, sendo considerada um dos mais importantes fitoflorais por Profª. Renata Cardoso
Este nutriente que atua como qualquer outro alimento limpa as artérias sangüíneas, melhorando o funcionamento geral do organismo; como atua nas células, tem capacidade de influenciar tanto o corpo como o cérebro.
Segundo os especialistas em geriatria preventiva ortomolecular, os fitoterápicos combinados a qual me refiro apaga da mente tudo aquilo que não presta, o que não é bom, colocando a pessoa em contato apenas com a parte positiva da vida, proporcionando uma sensação de bem-estar constante. E é por isso que causa tanto glamour em nossas clientes e pacientes que fazem uso e tanta controvérsia no meio científico. Os fitoflorais podem ser administrados em sucos ou cápsulas, sendo o primeiro a ter resultados mais rápidos ou seja, imediatos. As cápsulas tem efeito mais prolongado, apesar da assimilação ser mais lenta.

Tomar ou não tomar


A ansiedade e a depressão são consideradas doenças da alma. É uma das nossas grandes preocupações e com certeza todos estão de acordo se tratarmos apenas como doença.
Ao chegarmos aos 30 anos perdemos mais células do que ganhamos e começamos a ter alguns problemas com a saúde e deficiências que aumentam conforme a idade vai avançando.
Os adeptos dos nossos florais sucos afirmam que o resultado é percebido quase que de imediato, mais confirmativo entre aqueles que utilizam 21 vezes seqüentes, até que o cérebro registre a melhora. Quando isto não ocorre pode causar alguns desconfortos (vide final).

Dúvidas freqüentes


Será que sou obrigada a tomar?


Claro que não. Oferecemos gratuitamente e se a pessoa não desejar tomar, não a forçaremos em nada, até porque as pessoas estão acostumadas a se tratarem do corpo – e sabemos que para este existem remédios, alimentos, cirurgias, etc, etc, etc. Agora, se tratando de alma, temos que dedicar nossa boa ação, nosso carinho e a vontade de curar, e isto quando ainda não manifestou o desejo inconsciente desta cura.
O paciente despreparado pode sentir dores de cabeça, vômitos, insônia ou tremor no corpo. Estes efeitos nos tem demonstrado grande preocupação e pode multiplicar nosso incentivo à essa pessoa para buscar mais constante do auto – conhecimento, melhor qualidade de vida e até mesmo que ela não veja o médico como se ele fosse Deus, até por que estes pensamentos já fazem parte passado.
Os efeitos mencionados como fracasso do floral devem ser discutidos com o terapeuta responsável para que, em conjunto, façam uma reavaliação do caso e orientações precisas como o auto – conhecimentos.
De fato, algo de estranho acontece quando falamos da Doença da Alma.  Não estamos preparados para este tratamento e não sabemos a quais especialistas recorrer. E por fim, o que medicar, não é!!!
Justificamos que, na verdade, todo processo de desintoxicação dos venenos que tomamos ao longo da vida o nosso corpo reage diferente ao nosso espírito que somente está avisando que existe algo de errado.
Segundo as pessoas que tomam o floral suco, elas sentem uma fraca sensação de euforia. Os fitoflorais não são estimulantes ; o que na verdade ocorre é que esperamos que as pessoas sintam-se melhores, mais capazes de lidarem com a vida.




Nenhum comentário:

Postar um comentário